A Galeria Karla Osorio apresenta três novas exposições: “Expedições”, individual do artista belo horizontino Bruno Duque; “Três quadrados amarelos”, individual de Gustavo Silvamaral; e “A Linguagem da Serpente”, individual de Rodrigo Garcia Dutra.

A primeira mostra tem curadoria de Wilson de Avellar e reúne 22 obras, sendo 18 pinturas em óleo sobre tela e 4 desenhos de pastel a óleo. São trabalhos desenvolvidos a partir de 2017, quando o artista, após concluir o mestrado na UnB, retorna à sua cidade natal. Revela produção ousada e instigante que partiu de pesquisas independentes, mas se complementam e abordam, em seu diálogo, um espectro muito amplo da história da pintura, apresentando os gêneros paisagem, retrato e natureza morta, além do uso de simbologia religiosa de origem africana. A pintura de Bruno Duque em “Expedições” dialoga com as mais tradicionais formas representações, levando-as adiante, em alguma direção que se faz visível.

“Três quadrados amarelos” é a intervenção proposta pelo artista Gustavo Silvamaral para área externa da galeria. No trabalho é composto de três painéis, em muros distintos, apresentando diversos elementos da pesquisa do artista que vem se desdobrando em uma série de ações, objetos, instalações, desenhos e pinturas. A pictorialidade, ou seja, os elementos e formas de representação fundamentais da pintura que a tornam um meio específico de produção e circulação de imagens e imaginários são esmiuçados, tensionados e aprofundados no processo do artista. O que sobressai, nesse caso, é principalmente a questão cromática, no caso o amarelo, uma das três cores primárias.

Já “A Linguagem da Serpente” é uma série de códigos criados a partir de recortes em dobraduras de papel. Intuitivamente estes códigos criam uma suposta linguagem abstrata e geométrica. O resultado é uma enigmática forma de comunicação entre espécies humanas e não-humanas.Estes recortes foram transformados em desenhos cortados a laser em placas de madeira e pintados com tinta acrílica. As pinturas em óleo e acrílica sobre tela seguem este mesmo padrão de jogo abstrato e geométrico, entre figura e fundo, particular da história da pintura e do legado concreto Brasileiro. Desmistificando modelos modernistas, o artista usa ferramentas onde o processo de construção é revelado e onde as decisões são auto evidentes no resultado final.

Bruno Duque: Expedições

Gustavo Silvamaral: Três quadrados amarelos

Rodrigo Garcia Dutra: A Linguagem da Serpente

Abertura: 27/07/19, 17h-21h
Visitação: até 07/09/19; segunda a sexta, 09h-18h30; sábado, 10h-14h (mediante agendamento)
Galeria Karla Osório: SMDB Conjunto 31 Lote 1B – Lago Sul, Brasília. Entrada gratuita.