O Paço das Artes inaugura no dia 2 de abril duas exposições simultâneas da Temporada de Projetos, “Sussura para que eu escute”, de Manuel Carvalho, e “O professor deverá ser o último a se retirar, mesmo nos dias de chuva”, de Bruno Novaes.

“Sussurra para que eu escute” do mineiro Manuel Carvalho, expõe trabalhos da série “Anacoluto” que vem sendo desenvolvida desde 2014. A série explora as possibilidades de composição através da sobreposição de camadas de pintura e pressiona os limites e capacidade de acumulação de informações conceituais e formais no plano pictórico. Para a Temporada de Projetos, o artista exibe obras inéditas que ainda tratam das mesmas referências já exploradas anteriormente, todas apropriadas do arquivo do Museu Mineiro: a fotografia de um escravo; a de uma criança segurando uma boneca; e uma pintura de São Francisco do mineiro barroco Manuel Ataíde.

“O professor deverá ser o último a se retirar, mesmo nos dias de chuva”, do artista visual Bruno Novaes, convida o espectador a pensar sobre as regras — invisíveis ou disfarçadas — que formatam o ensino no Brasil, revelando as rachaduras, os abismos e as falências que permeiam o sistema. Para ele, “diante do retrocesso e das manifestações de endurecimento e repressão na esfera escolar nos últimos anos e, considerando o cenário político instável em que o país está [inserido], apontar para tais questões continua sendo urgente e necessário”.