A 15ª edição da SP-Arte, que aconteceu de 3 a 7 de abril no Pavilhão da Bienal, contou com a participação de 164 expositores de arte e design, advindos de quatorze países. Por meio da apresentação de cerca de dois mil artistas, o Festival atraiu mais de 36 mil pessoas durante os cinco dias de evento – recorde de público ao longo desses quinze anos.

A SP-Arte 2019 também foi marcada pela profusão de doações para instituições artísticas brasileiras. Museus como MAR, MAM, MASP e Pinacoteca do Estado escolheram diversas obras para suas coleções, doadas por artistas, galerias e colecionadores.

Entre os destaques, uma obra da artista trans Élle de Bernardini e duas aquarelas de Bruno Novaes passaram a fazer parte do acervo do MAR; o MAM-SP recebeu fotografias de Claudia Andujar e Caio Reisewitz e vídeos de Regina Vater e Letícia Parente; já entre as obras doadas à Pinacoteca estava a performance “Atoritoleituralogosh”, de Cristiano Lenhardt; por fim, o MASP recebeu uma doação direta do artista Melvin Edwards, que expôs no museu no ano passado na individual Fragmentos Linchados.

Compartilhar