O Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro apresenta a partir de 9 de novembro de 2019 a exposição “Força Precisão Leveza – aço e criação artística”, que destaca o uso do aço como material na produção de três grandes artistas, de diferentes gerações: Amilcar de Castro (1920-2002), Franz Weissmann (1911-2005) e Waltercio Caldas (1946). Com curadoria de Franklin Espath Pedroso, as cerca de 30 esculturas reunidas pertencem aos acervos do Instituto Amilcar de Castro, Instituto Franz Weissmann, de Waltercio Caldas, da Pinakotheke Cultural, entre outras coleções privadas, do próprio Museu e Coleção Gilberto Chateaubriand / MAM Rio. As cerca de 30 obras importantes na produção dos três artistas ocuparão uma área de 1.800 metros quadrados no segundo andar do Museu.

A exposição tem o patrocínio da Ternium, mantenedora do Museu, e o apoio do IED (Istituto Europeo di Design), que desenvolveu a programação visual e expografia, junto
com o curador. A exposição busca propor ao público uma reflexão sobre o uso do aço nas obras desses artistas, seus diferentes processos e abordagens, e de que maneira eles desenvolveram em seu processo inventivo questões como leveza, equilíbrio, geometria e matemática. As obras não estarão separadas por artistas. O curador buscou aproximações sutis entre os trabalhos.

Força Precisão Leveza – aço e criação artística
Curadoria:
Franklin Espath Pedroso
Abertura:
09/11/19, 15h-18h
Visitação: até 02/02/2020; terça a sexta, 12h-18h; sábado e domingo, 11h-18h
Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro: Av. Infante Dom Henrique, 85, Rio de Janeiro. Ingressos: R$14: R$7 (meia). Quartas-feiras: entrada gratuita.