Museu da Cidade inaugura duas instalações – “Chacina da Luz” e “Monumento Nenhum” – da artista Giselle Beiguelman, nos espaços do Solar da Marquesa de Santos e Beco do Pinto, respectivamente. As obras discutem a perda da memória no espaço público e a relação da cidade com seu patrimônio histórico e cultural. Compostas por fragmentos de monumentos, as instalações reproduzem a situação das peças tal qual foram encontradas pela artista em depósitos públicos, como uma espécie de “ready made” do esquecimento.

Em “Chacina da Luz “o foco da artista é o conjunto de oito esculturas que se encontravam no lago Cruz de Malta, localizado no interior do Jardim da Luz. Implantadas, em sua maioria, no século 19, foram derrubadas e fragmentadas em 2016, em uma ação de depredação. As obras foram recolhidas e armazenadas na Casa do Administrador do parque. Na instalação apresentada no Solar da Marquesa de Santos, Giselle recupera a cena pós-crime.

Em “Monumento Nenhum”, por sua vez, Giselle refaz nas escadarias do Beco do Pinto as pilhas de bases, pedestais e fragmentos de monumentos que se encontram no Depósito do Departamento do Patrimônio Histórico – DPH, localizado no bairro do Canindé.

Instalação: “Chacina da Luz”, de Giselle Beiguelman
Abertura: dia 04 de maio, sábado, às 11 horas
Período expositivo: de 04/05 a 1º/09 de 2019

Local: Solar da Marquesa de Santos – Museu da Cidade
Rua Roberto Simonsen, 136 – Centro – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3105 6118
Horários: terça a domingo, das 10 às 17 horas
Serviço educativo disponível: educativomuseudacidade@gmail.com
Entrada gratuita e livre

Instalação: “Monumento Nenhum”, de Giselle Beiguelman
Abertura: dia 04 de maio, sábado, às 11 horas
Período expositivo: de 04/05 a 1º/09 de 2019

Local: Beco do Pinto – Museu da Cidade
Rua Roberto Simonsen, 136 – Centro – São Paulo – SP
Tel.: (11) 3105 6118
Horários: terça a domingo, das 10 às 17 horas
Serviço educativo disponível: educativomuseudacidade@gmail.com
Entrada gratuita e livre