O intenso engajamento do artista catalão Joan Miró com a poesia, seu intrincado processo criativo, e as ousadas experimentações conceituais e materiais que operava inspiraram-no a pintar uma de suas obras primas, The Birth of the World (O Nascimento do Mundo, 1925).

Nesta obra marcante, Miró cobriu o fundo da extensa tela aplicando a tinta em uma impressionante variedade de formas, evocando procedimentos poéticos que incorporam o inesperado, o aleatório. Em seguida, adicionou uma série de elementos pictográficos que mais parecem desenhos, transformando a sintaxe incompleta, o espaço constelado e o imaginário surreal da poesia de vanguarda em uma forma de pintar extraordinariamente criativa e inventiva. Anos depois, Miró viria a descrever a obra como “uma espécie de gênesis”, e seus amigos poetas surrealistas intitulariam a obra “The Birth of the World”.

Esta exposição é composta pela inigualável coleção de obras de Miró que compõem o acervo do MoMA, ampliada por uma série de empréstimos centrais que ajudam a situar “The Birth of the World” em relação a outras grandes peças do artista. São em torno de 60 pinturas, trabalhos em papel, gravuras, livros ilustrados e objetos – produzidos principalmente entre 1920 (ano da primeira viagem catalítica do artista a Paris) e o início dos anos 1950 (quando sua linguagem visual singular tornou-se internacionalmente reconhecida) – que iluminam o desenvolvimento de seu processo poético e de seu universo pictórico.

Joan Miró: Birth of the World
Abertura (apenas para convidados): 20 a 23/02/19
Visitação: até 15/06/19; sábado a quinta, 10h30-17h30; sexta, 10h30-20h
MoMA: 11 West 53 Street, Nova York, 10019 (entrada 18 West 54 Street). Ingressos: US$25 (meia US$14)

Compartilhar