Ao longo das últimas duas décadas, Leandro Erlich (1973, Buenos Aires) vem criandoum corpo de esculturas e grandes instalações nas quais a aparência arquitetônica do cotidiano funciona como uma espécie de armadilha perceptiva: conduz o espectador desprevenido a um paradoxo visual que desafia os pressupostos da ordem e das regras do mundo material. No universo paralelo de Erlich, as escadas não levam a lugar nenhum, os elevadores não param no destino, os espectadores passivos se convertem em participantes ativos, as nuvens adquirem novas características físicas e a solidez dos espaços edificados resulta em uma ilusão de óptica fugaz.

Liminal é a primera exposição antológica de Erlich em todo o continente americano e reúne uma seleção de 21 instalações, produzidas desde 1996 até hoje. O título se refere a uma zona existente no umbral de outro espaço, remete à posição de estar a ponto de entrar em um lugar ou estado de existência específicos, mas sem nunca chegar ao todo. Oscilar entre o limite de uma experiência sugere que sempre estamos presos entre uma realidade prévia, que já foi deixada para trás, e uma nova que nos convida e está próxima, mas que pode nos deixar encalhados se demorarmos.

Leandro Erlich: Liminal
Curadoria:
 Dan Cameron
Abertura: 04/07/19, 19h
Visitação: até 27/10/19; quinta a segunda, 12h-20h; quarta, 12h-21h
MALBA: Av. Figueroa Alcorta 3415, C1425CLA Buenos Aires. Ingressos: $200

Compartilhar