2019 marca o aniversário de 500 anos da morte de Leonardo da Vinci na França, data de importância particular para o Louvre, que mantém a maior coleção do mundo das pinturas do artista, assim como também 22 desenhos. O museu está aproveitando a oportunidade neste ano de comemorações para reunir o maior número de pinturas do artista possível em torno dos cinco trabalhos principais da coleção: The Virgin of the Rocks, La Belle Ferronnière, a Mona Lisa (que permanecerá na galeria onde é exposta normalmente), o Saint John the Baptist, e a Saint Anne. O objetivo é colocá-los ao lado de uma ampla variedade de desenhos como também uma pequena porém significante série de pinturas e esculturas do círculo do mestre.

Esta retrospectiva sem precedentes da carreira de Da Vinci ilustrará como ele deu a maior importância à pintura, e como sua investigação do mundo, que ele se referia como “a ciência da pintura”, foi o instrumento de sua arte, buscando nada menos do que dar vida a suas pinturas. A exposição é o culminar de mais de dez anos de trabalho, incluindo novos exames científicos das pinturas do Louvre, e o tratamento de conserva;cão de três delas, permitindo um melhor entendimento da prática artística de da Vinci e suas técnicas pictóricas. O esclarecimento de sua biografia também surgiu através do reexame exaustivo de documentos de arquivo. A exposição irá pintar o retrato de um homem e um artista de extraordinária liberdade.

Leonardo da Vinci
Abertura: 24/10/19
Visitação: até 24/02/2020; quarta a segunda, 09h-18h (quartas e sextas até 21h45)
Musée du Louvre: Rue de Rivoli, 75001 Paris. Ingressos: €17.

Compartilhar