Maura Grimaldi nasceu em São Paulo, graduou-se e fez mestrado na Universidade de São Paulo (USP), começando a desenvolver seus projetos de arte já nos primeiros períodos do curso. Atualmente, é doutoranda pela Universidade Nova em Lisboa e mantém um trabalho como artista e pesquisadora. Os principais temas que aborda são assuntos relacionados à fantasmagoria, ao invisível, às tecnologias obsoletas, e aos dispositivos que nos remetem a experiências imersivas e contemplativas para refletir sobre uma concepção ampla de imagem.

Seus trabalhos variam entre filmes em película colorida, fotografia, intervenções em espaços expositivos, instalações com projetores, textos e adaptação de objetos em intervenções que ressignificam funções e propósitos. Em 2012, por exemplo, no trabalho intitulado “Carrossel”, a artista utiliza uma máquina industrial fora de uso e a transforma em um sistema de projeção de luz a partir de um jogo de lentes. Esse e outros projetos são exemplos das pesquisas aprofundadas que Grimaldi realiza sobre os próprios mecanismos de projeção de imagem.   

Em 2016, a artista criou o “Micro Centro de Estudos em Projeções”, uma instituição destinada à pesquisa, coleção, colaboração e experimentação do universo das projeções. Usufruindo dele para projetos como “Marginália” (para a revista online mexicana Terremoto), e para ocasião de encerramento do PIMASP, no ano de 2017, o MCEP colaborou dando assistência, suporte técnico e seleção e edição das imagens da exposição, entre outros projetos e colaborações.

Maura Grimaldi (São Paulo, 1988). Entre suas principais exposições e projetos destacam-se: o programa de acompanhamento crítico PIMASP (Brasil, 2016/2017); residência HANGAR, em Lisboa (Portugal, 2017); PIVÔ Pesquisa (Brasil, 2017); VI Bolsa Pampulha no Museu de Arte da Pampulha em Belo Horizonte (Brasil, 2016); XI Residência Artística do Red Bull Station (Brasil, 2015); residência artística no Centro de Arte Jardim Canadá – JACA em Belo horizonte (Brasil, 2014); exposição A vanguarda está em ti na ocasião dos 55 Anos do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra (Portugal, 2014); residência artística na École Supérieure des beaux-arts TALM-Tours (França, 2013); I Mostra do Programa de Fotografia 2012/2013 no Centro Cultural São Paulo (2012); exposição Esquinas realizada no Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (2012).

Compartilhar