Supremacia humana: o projeto falido é uma instalação site-specific pensada como oferenda para a Casa do Povo. O trabalho de Daniel Lie acontece de 10 de agosto a 28 de setembro, nas duas extremidades do prédio: no subsolo onde fica o antigo teatro TAIB, hoje desativado, e no terraço, espaço onde diferentes usos acontecem diariamente.

A convite da Casa do Povo para pensar um projeto relacionado ao jardim processo, Daniel Lie coloca em questão a supremacia humana e o jardim como estrutura de colonização, dependência e dominação. O trabalho tem como protagonistas seres além-de-humanos, como fungos e bactérias, que se multiplicam e se transformam no decorrer da exposição. Partindo da ideia da Casa do Povo como ecossistema, cuja atuação sugere consciência própria, a artiste entende a pluralidade de vidas que constituem esse “povo” como existências que incluem também além do humano.

Pensando a instalação como alimento energético para o que não se vê, Daniel Lie reivindica outras lógicas de cooperação entre agentes naturais como base fundante para o jardim em processo.

Supremacia humana: o projeto falido 
Abertura: 10/08/19
Visitação: até 28/09/10; terça a sábado, 14h-19h
Casa do Povo: Rua Três Rios, 252, São Paulo. Entrada gratuita

Compartilhar