Com o objetivo de abrir espaço à produção, fomento e difusão da prática artística jovem, o Paço das Artes realiza a Temporada de Projetos, com exposições de artistas da cena da jovem arte contemporânea brasileira. Na última exposição de 2019, os artistas Maria Luiza Mazzetto e Virgílio Neto apresentam seus distintos trabalhos: “Dentro do Corpo” e “Tudo que não invento é falso”.

Um universo de ficção acerca do mundo natural poderá ser encontrado na exposição Dentro do Corpo, de Maria Luiza Mazzetto. São construções ou apropriações de cenas que podem aludir à natureza, florestas, fundos de mares ou o interior de um organismo vivo. Essas imagens podem abrir uma via de acesso para se pensar relações, limites ou fronteiras entre o natural e o artificial, entre o real e o surreal, entre legítimo e o fake. O corpus do trabalho pensa o corpo, sua transformação, sua deterioração, sua finitude, decomposição e o “vir a ser” em um mundo em que o natural convive com o artificial, com o manipulado. Um corpo em que há ingestão ou inalação de resíduos químicos, corantes e conservantes. Um mundo em que se opera o transgênico e o transplante. Um mundo incerto e ambíguo.

Em Tudo que não invento é falso, o artista Virgílio Neto apresenta duas séries inéditas de trabalhos – Imbróglios e Miúdos – e o desenho-instalação Cascas, feito especialmente para o Paço das Artes. Os trabalhos foram desenvolvidos a partir de um imaginário composto de formas e texturas que o artista coleta em seu cotidiano. Dessa forma, nasceram da observação de objetos esquecidos ou descartados; de elementos da natureza; de fragmentos, restos, sobras ou pedaços. O artista se utiliza da linguagem do desenho para criar composições condensadas, combinando esses fragmentos e explorando as texturas, os brilhos, os contrastes e as graduações de cada material.

Temporada de Projetos 2019
Abertura: 05/11/19, 19h
Visitação: até 12/01/2020; terça a sábado, 11h-20h; domingo, 11h-19h
MIS: Avenida Europa, 158, São Paulo. Entrada gratuita