11ª Mostra 3M traz discussões sobre a história do Brasil ao Parque Ibirapuera

A edição explora a paisagem do parque com cinco obras inéditas de grandes dimensões

Tempo de leitura estimado: 3 minutos
Augusto Leal na Mostra 3M
O Jogo! (2022) de Augusto Leal na Mostra 3M. Foto: Karina Bacci

Entre os dias 25 de junho e 24 de julho deste ano, os visitantes do Parque Ibirapuera poderão prestigiar a 11ª edição da Mostra 3M de Arte. Com entrada franca e exibição ao ar livre, a mostra conta com o título Cor, Calor, Valor, para refletir sobre o corpo, emoção e memória de comunidades ancestrais pelo olhar de quatro artistas convidados e dois selecionados via edital.

Sob curadoria de Camilla Rocha Campos, artista, escritora, co-diretora do Instituto 0101 Art Platform, e de João Simões, curador adjunto desta edição e também membro do 0101 Art Platform, a mostra propõe uma conversa sobre história e estruturas de poder. Segundo a organização do evento, a COR, aciona a dimensão do visível, é um marcador de lugares, corpos e objetos. O CALOR aciona toda a dimensão do sensível, do invisível que chega como uma sensação, antes mesmo da racionalidade ou da materialidade. E o VALOR, aciona as qualidades, os efeitos e a estimativa daquilo que entendemos como importante para nós.

“Os artistas trazem posicionamento social, colocando em poesia visual responsabilidades diárias de reivindicações de valores éticos, memória coletiva e o direito de compor o presente”, pontua Camilla.

Conjurando (2022) de Denise Ferreira da Silva e Arjuna Neuman na Mostra 3M. Foto: Karina Bacci

Dentre os quatro convidados para este ano, a dupla Denise Ferreira da Silva e Arjuna Neuman apresenta Conjurando, uma instalação localizada às margens do lago do parque. Trata-se de uma embarcação virada com uma vela de mais de 25 m², que entra em confronto com a paisagem do local, ligada diretamente ao Monumento às Bandeiras, de Victor Brecheret. Em colaboração com as coletivas Periferia Segue Sangrando, de São Paulo, e Mulheres de Pedra, do Rio de Janeiro, a obra é uma forma de confronto coletivo com a história do Brasil. 

Outro convidado é Rincon Sapiência que traz Ori, Defesas & Espadas, sua primeira criação em escultura. Montada perto do Planetário, consiste em uma pirâmide de três faces mascaradas, – destruidora, criadora e preservadora –,  como símbolo forte de representação histórica, com espadas-de-são-jorge ao topo, significando a proteção da mente e conexão com a espiritualidade. “A expectativa é provocar um diálogo com o público sobre a importância do cuidado com a saúde mental, sempre visando o engrandecimento e a reação das pessoas a partir de uma situação adversa. Quero trazer a mesma sensação que eu costumo passar com a música através da arte plástica”, comenta Rincon. 

Maria Thereza Alves nos reconecta com a vegetação do Ibirapuera com placas de nomenclaturas Guarani, sinalização espécies que antes mesmo da chegada dos portugueses já eram amplamente conhecidas no território que hoje chamamos de Brasil. Intitulada Quando Aqui Era Aqui, a obra aborda nos recorda que essas plantas carregam nomes de cientistas europeus em forma de homenagem, mas crescem em territórios indígenas, negligenciados pela sociedade. 

Ao passar pela Praça da Paz, você se deparará com 13 bandeiras da comunidade LGBTQIA+ dispostas DUDX, artista selecionado pelo edital. A intervenção do artista demarca o local como um espaço de acolhimento e debate sobre identidade de gênero e sexualidade livre. “Minha participação na Mostra é a tentativa de abrir espaço para falarmos sobre estes assuntos em um espaço tão conservador como o Ibirapuera”, comenta DUDX.

Também escolhido via edital, Augusto Leal, busca colaborar com os debates sobre as formas de operação do racismo no Brasil, por meio da ludicidade e brincadeira. A instalação de 24 traves de gol chamada O Jogo! refere-se ao futebol como um simbologo de um país moldado no mito da meritocracia como justificativa de violência de corpos negros.

Augusto Leal
Augusto Leal

Serviço

11ª Mostra 3M de Arte: Cor, Calor, Valor

Local: Parque Ibirapuera
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral – Vila Mariana, São Paulo – SP
Data: De 25 de junho a 24 de julho de 2022
Funcionamento: Todos os dias, das 5h à meia noite
Ingresso: Grátis

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support