3 eventos que valem conferir neste final de semana em São Paulo

Listamos duas aberturas de exposição nas galerias Luisa Strina e Marli Matsumoto Arte Contemporânea, além de um festival de arte eletrônica na Fiesp

Tempo de leitura estimado: 3 minutos

A gente sabe que pode ser difícil decidir o que fazer no final de semana na cidade que não pára. Por isso, escolhemos duas aberturas de exposição e um festival super interativo e querido pelo público geral. Pega as nossas dicas!

“Obscura Luz” na galeria Luisa Strina

Cildo Meireles
Obscura Luz,1982 de Cildo Meireles

A exposição toma o título da obra de Cildo Meireles para trazer novas interpretações sobre a dicotomia entre luz e sombra, desde seu aspecto físico até o simbólico.

A obra Obscura Luz (1982), que consiste em um caixa branca montada na parede, com uma aba lateral sobre a qual se projeta a sombra de uma lâmpada, cria uma situação paradoxal invertendo a lógica da percepção ao apresentar uma fonte de luz que é também sombra.

A curadoria de Kiki Mazzucchelli reúne artistas de diferentes gerações e trajetórias, e conta com nomes como Anna Maria Maiolino, Bruno Baptistelli, Leonilson, Alexandre da Cunha, Tunga, e muitos outros. 

Serviço

Obscura Luz

Local: Galeria Luisa Strina
Endereço: R. Padre João Manuel, 755 – Cerqueira César, São Paulo – SP
Data: De 18 de julho a 03 de setembro
Funcionamento: De segunda a sexta das 10h às 19h; aos sábados das 10h às 17h. Ingresso: Grátis

“Supercriatividade” FILE no Centro Cultural Fiesp

FILE Festival
VJYourself!, 2019

Depois do hiato causado pela pandemia, o ânuo Festival Internacional de Linguagem Eletrônica retorna trazendo arte e criatividade por meio da física e química.

Como já é de tradição, a mostra conta com uma maioria de obras interativas e praticamente lúdicas. Ao todo, são 230 criações de pessoas de mais de 30 países diferentes. 

Do Canadá, por exemplo, Louis-Philippe Rondeau apresenta LIMINAL, obra capaz de materializar o limite entre o presente e o passado. Ao cruzar um arco, o reflexo do visitante é projetado por meio da técnica de slit-scan, gerando uma dilatação no tempo e consequentemente na sua imagem. Outro destaque é ​VJYourself!, uma obra​ na qual o visitante ​cria​ múltiplas ​coreografias em um único plano.

Serviço

Supercriatividade

Local: Centro Cultural Fiesp
Endereço: Av. Paulista, 1313 – Cerqueira César, São Paulo – SP
Data: Até 28 de agosto
Funcionamento: De quarta a domingo, das 10h às 20h
Ingresso: Grátis

“Cultivo” na galeria Marli Matsumoto Arte Contemporânea

Delphine Fawundu
Songs for Mama Adama, 2017-2018 de Adama Delphine Fawundu

A exposição traz o resultado de conversas da artista Raphaela Melsohn com os artistas convidados, tendo como ponto de partida o conceito de cultivo como oposto de uma produtividade capitalista. Os desdobramentos são as mais diversas interpretações que vão desde temáticas que permeiam o crescimento orgânico, até uma mesa de ping-pong aberta ao público para experimentar a colaboração e reciprocidade, e uma instalação de pétalas expondo questões do luto.

Com trabalhos inéditos no Brasil de artistas como Dana DeGiulio, Gordon Hall, Joseph Liatela, Rasel Ahmed e Adama Delphine Fawundu, a mostra sugere o encontro de cultivos individuais ou coletivos, privilegiando a fricção entre as obras, mais do que repetição ou aproximações temáticas.

Serviço


Cultivo

Local: Marli Matsumoto Arte Contemporânea
Endereço: Rua João Alberto Moreira, 128 – Sumarezinho, São Paulo, SP
Data: De 16 de julho a 17 de setembro
Funcionamento: De segunda a sexta das 11h às 19h; aos sábados das 11h às 15h.   
Ingresso: Grátis

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support