A vida entrelaçada de Ruth Asawa

Em 1928, nasceu na cidade de Norwalk, no sul californiano, a artista Ruth Asawa, filha de imigrantes japoneses. Após a Segunda Guerra Mundial, sua família foi detida em um campo de internação nipo-americano. Sem se deixar abater, ela continuou a estudar arte e mais tarde frequentou uma universidade no estado Milwaukee, pois os japoneses eram proibidos de frequentar a faculdade na Califórnia.

Asawa ficou muito conhecida devido às suas esculturas de arame. Peças com extremas singularidades e muito minuciosas. Mas algumas de suas obras mais icônicas são projetos de larga escala implementados em espaços públicos, como as que fez para o Memorial Nipo-Americano em São Francisco e para o Garden of Remembrance da San Francisco State University. Outra particularidade da artista que encanta é a forma pela qual era apaixonada pela questão educativa nas artes. Inclusive ajudou a fundar uma escola de artes no estado que tempos depois foi renomeada em sua homenagem, virando a Escola de Artes de Ruth Asawa.

A essência da arte em arame de Asawa tem a ver com transparência e interpenetração, sobreposição, sombra e escurecimento. Suas formas aparecem simultaneamente por dentro e por fora, algumas vezes revelando seu espaço interior, outras vezes o exterior. Essa perspectiva de mudança torna as formas dinâmicas e oferece uma qualidade de visão em movimento. Pendurar trabalhos individuais em série adiciona mais camadas de complexidade, à medida que as composições sobrepostas se tornam obras de arte, que mudam à medida que o espectador muda de posição.

Untitled (S.095, Hanging Single-Lobed, Six-Layer Continuous Form Within a Form), 1952. Por Hudson Cuneo/Cortesia do Estate of Ruth Asawa.

Ruth Asawa criou seis filhos enquanto trabalhava em um estúdio em casa. A dificuldade em separar a arte e a vida não foi, porém, um empecilho. Isso se tornou algo intencional e refletia seus ideais. De maneira profunda, a vida interior e exterior de Asawa estavam tão entrelaçadas quanto suas esculturas de arame.

Um livro biográfico de Ruth acaba de ser lançado. Everything She Touched: The Life of Ruth Asawa é uma edição da Chronicle Books, escrito pela jornalista Marilyn Chase, que fez longa carreira no The Wall Street Journal. Este ano, Ruth também ganhará selos em sua homenagem, uma iniciativa do Serviço Postal dos EUA. A coleção inclui 20 imagens, duas em cada selo, com fotografias de Dan Bradica e Laurence Cuneo. A ourela apresenta uma fotografia de Asawa tirada por Nat Farbman em 1954 para a revista Life. Ethel Kessler atuou como diretor de arte e designer. O lançamento será em 13 de agosto em São Francisco.