Art Basel realiza exibição de filmes em sua plataforma digital

A Art Basel desenvolveu uma programação especial e exclusiva de filmes para sua plataforma online. Com curadoria da pesquisadora portuguesa Filipa Ramos, que trabalha as relações entre a arte contemporânea e o cinema, o programa é intitulado Solastalgia – Wild Tales. As produções serão transmitidas no site da feira, de acordo com um calendário, e ficarão disponíveis por uma semana para quem quiser assistir posteriormente.

O título da mostra de filmes é baseado nos fenômenos da solastalgia, que descrevem uma reação emocional à mudança, em particular à mudança climática, como explica Filipa: “Solastalgia é a doença definitiva do século XXI, mas poucos sabem o nome. Os sintomas incluem uma sensação de perda, uma vaga sensação de ser arrancada da terra, uma falta de disposição geral, falta de moradia sem sair de casa. Você provavelmente já sentiu isso sem saber o que era”.

Frame de Fog Dog, de Daniel Steegmann Mangrané

A programação tem oito filmes de artistas de vários lugares, contextos e gerações. Dentre eles, está Fog Dog, de Daniel Steegmann Mangrané, artista espanhol radicado no Brasil. O filme será o último a ser exibido, no dia 23 de setembro.

Também serão transmitidos: Pauline Curnier Jardin, Explosion Ma Baby, 2016 (6 de agosto); DIS, A Good Crisis, 2018. (12 de agosto); Kara Walker, Fall Frum Grace, Miss Pipi’s Blue Tale, 2011 (19 de agosto); Korakrit Arunanondchai and Alex Gvojic, Painting with history in a room filled with people with funny names 5, 2018 (26 de agosto); Camille Henrot, Psychopompe, 2011 (2 de setembro); Rachel Rose, Wil-o-Wisp, 2018. (9 de setembro); Superflex, Western Rampart, 2018. (16 de setembro). As transmissões serão acompanhadas de conversas entre a curadora e os artistas.

Frame de Fog Dog, de Daniel Steegmann Mangrané

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *