Artista Aposta: Rafaella Braga

Rafaella Braga

Ela sonha grande, age grande e pinta grande. Rafaella Braga nasceu em Goiana e começou a se aventurar nas artes plásticas por meio do grafite. Tinha 14 anos e logo entendeu que queria ser artista. Começou a estudar artes plásticas na faculdade mas não se adaptou: “Não sentia que os professores estavam me ajudando com críticas construtivas. Ao mesmo tempo, vi que tinha um movimento muito rico de jovens artistas em Berlim. Trabalhei um tempo para juntar dinheiro e vim para cá”, conta a artista que hoje divide o ateliê com outros artistas na cidade alemã. O tamanho agigantado das telas é uma herança do grafite – quanto mais espaço, mais possibilidades, ne? 

Rafaella Braga

“Gosto dessa sensação de pintar grande, do movimento do meu corpo…é como uma dança”, explica a artista. Algo entre a performance e a pintura, com um quê de Basquiat mas com personalidade única. Rafaella ainda é muito nova, mas já mostrou que tem personalidade. 


Ela gosta de começar os trabalhos pensando na anatomia e qual emoção quer transmitir com seus personagens. “Eles resgatam a nossa inocência, a possibilidade de sentir e experimentar. Eu já pensava muito sobre isso, mas na pandemia esse tipo de reflexão se intensificou!”.  Mas eles também podem expressar angústia ou liberdade, levar o espectador para o mundo fantástico de Rafaella – “um mundo que não podemos visitar na vida real”, conclui a artista que admira e dialoga com outros criativos de sua geração – como Pegge, Moxca, Lais Amaral, Heloisa Hariadne e Raphael Cruz – e escreve textos que muitas vezes vão parar nas telas, caso de  “corpo reconhecido no tempo presente”. Que o presente de Rafaella Braga seja apenas uma semente para um brilhante futuro.

Rafaella Braga
Rafaella Braga
Rafaella Braga

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *