Bienal de SP abre exposição de Deana Lawson na Suíça

Tempo de leitura estimado: 2 minutos

A fotógrafa estadunidense Deana Lawson teve uma série inédita, feita na Bahia, comissionada para sua participação na 34ª Bienal de São Paulo! A artista teria uma exposição individual com esses trabalhos novos no Pavilhão da Bienal entre 25 de julho e 23 de agosto, mas a atividade foi cancelada por causa da pandemia da Covid-19. A mostra será inclusa na exposição principal, que foi adiada para o dia 3 de outubro.

A instituição, porém, acaba de abrir, como parte das ações expandidas realizadas pela Bienal, uma exposição de Deana na Basileia, na Suíça. Intitulada Centropy, a individual acontece no Kunsthalle Basel e reúne, além dos trabalhos realizados em Salvador, fotografias tiradas por ela ao longo de sua trajetória, na qual desenvolve investigações pesquisa da em torno das diásporas africanas por todo o mundo.

Deana Lawson, Nation, 2018 © Deana Lawson. Cortesia da artista e Sikkema Jenkins & Co., Nova York

Deana Lawson, Nation, 2018 © Deana Lawson. Cortesia da artista e Sikkema Jenkins & Co., Nova York

O trabalho um tanto etnográfico de Deana aborda a representatividade e a negritude, sendo sempre muito detalhistas e pensando em uma espécie de encenação, que traz a sua obra um caráter um tanto performático também. Na Bahia, ela visitou o nordeste do estado, onde entrou em contato com personagens e lugares que têm forte influência de suas origens africanas. A exposição na Basileia se estende até 11 de outubro.

Deana Lawson, Grace with Woman, 2020 © Deana Lawson. Cortesia da artista e Sikkema Jenkins & Co., Nova York
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support