Bombou na feira

Durante a SP-Arte, a Galeria Paulo Darzé vendeu mais de 20 obras de Rubem Valentim (1922-1991), artista baiano reconhecido por sua produção singular, que associa tendências concretas e neoconcretas a simbologias religiosas do candomblé e da umbanda. Estima-se que a obra mais cara desse conjunto de peças tenha atingido o valor notável de R$450.000,00. Além de figurar como destaque na feira, Valentim será homenageado esse ano com uma grande exposição no MASP, prevista para novembro de 2018.