Brasília recebe exposição de Alex Vallauri em dose dupla

Projeto que visa resgatar e difundir a vida e a obra do artista pioneiro tem mostras na Galeria Index e no Museu Nacional da República; ambas podem ser vistas também em formato virtual

Exposição montada no Museu Nacional da República. Foto de FrontFilmes

Pioneiro no Brasil, o artista Alex Vallauri é considerado um dos responsáveis pela inclusão do graffiti como uma linguagem artística no país. Nascido na Etiópia, ele chegou ao Brasil ainda adolescente, onde estudou comunicação visual, especializando-se em litografia e artes gráficas posteriormente na Suécia e nos EUA. Sua importância é agora resgatada em duas exposições que acontecem em Brasília, na Galeria Index e no Museu Nacional da República. As mostras buscam apresentar trabalhos bastante simbólicos da produção do artista, especialmente entre as décadas de 1970e 1980 e fazem parte do Projeto Vallauri.

Com curadoria de Fabricia Jordão, as mostras complementam uma a outra e, no momento, podem ser vistas por meio de viewing room no site da Index e presencial apenas na galeria, com agendamento. O Museu Nacional da República está temporariamente fechado por causa da pandemia, mas a previsão é que reabra neste mês de maio.

Alex Vallauri, Sem título (Frango Assado). Fotografia de Bruno Santiago

De acordo com a curadora, o projeto tem como objetivo pontuar temas que foram bastante latentes na vida e obra do artista, mas que eram muito pouco falados na época que ele atuou. A sexualidade e a marginalidade são alguns desses temas. Apesar do artista não militar explicitamente pelas causas LGBTQIA+, Vallauri era assumidamente homossexual e suas obras eram permeadas por essas questões. “As demandas atuais de homofobia e heteronorma tornam inevitável situar a obra de Vallauri como resultado de atravessamentos do universo gay e do homoerotismo”, ela comenta.

Os projetos expográficos das duas mostras em Brasília foram pensados de forma que contemplassem uma preocupação da Index, que tem tomado como um grande desafio a missão de disseminar a vida e obra de Vallauri pelo Brasil. Essa preocupação diz respeito a desenvolver um diálogo entre a obra do artista e o ambiente urbano, buscando aproximar-se do período no qual o artista realizava graffitis nas ruas de São Paulo. “A obra de Vallauri nos revela uma grande preocupação com o estudo da linguagem visual numa sociedade de consumo e como ela atingia o público. Para ele, o grafite era a forma mais eficaz da arte se aproximar do público, ou seja, os cidadãos transeuntes metropolitanos”, diz texto informativo sobre o projeto.

Projeto Vallauri
Data: data de encerramento ainda não divulgada.
Local: Galeria Index (sob agendamento via WhatsApp) e Museu Nacional da República (temporariamente fechado)
Mais informações: Whatsapp +55 61 99686 8213 ou contato@galeriaindex.com