‘Coelho’ de Jeff Koons alcança US$91 milhões em leilão

Com a venda no leilão da Christie’s, realizado no dia 15/05, Jeff Koons tornou-se novamente o artista vivo mais caro do mundo, com seu coelho de metal alcançando o inacreditável valor de US$91.1 milhões. A obra, datada de 1986 e feita de aço inoxidável, colocou o artista no mapa na década de 80, criando controvérsia sobre a qualidade do trabalho. Vista como piada, como genial, como golpe de marketing e como comentário sarcástico sobre a sociedade de consumo, a escultura vem colecionando destaques – foi capa de livros e catálogos, foco de ensaios críticos e matérias inteiras em revistas, e foi até transformado em um inflável real para a parada de ação de graças em Nova York.