Confira 10 obras que você poderá comprar na SP Foto a partir de sábado

Feira online segue apostando em coletivos de artistas mulheres e afrodescendentes

Girar (um corpo) em torno de si mesmo, da Camila Fontenele, da Piscina Art
Girar (um corpo) em torno de si mesmo, da Camila Fontenele, da Piscina Art

Depois do sucesso da SP Arte online e com o aumento de casos de COVID-19 em todo o país, Fernanda Feitosa segue apostando na venda de obras de arte por meio do chamado Viewing Room. Entre os dias 23 e 29 de novembro será possível navegar pelo site da feira para conferir as novidades da SP Foto – colecionadores podem acessar as “salas expositivas” a partir deste sábado, dia 21 de novembro.

A feira online reúne mais de 50 expositores, entre galerias, editoras e projetos especiais que trazem uma seleção minuciosa de fotografia e videoarte. Entre os destaques estão as galerias Artespacio, do Chile, e Ginsberg, do Peru.  A feira segue apostando em projetos independentes: se na SP ARTE vimos um destaque significativo para a 01.01 Art Platform, Levante Nacional Trovoa e Projeto Vênus, agora é possível conferir uma seleção interessante de obras do MFON: Women Photographers of the African Diaspora , coletivo americano responsável por representar a voz de mulheres afrodescendentes. Fundado pelas fotógrafas nova-iorquinas Adama Delphine Fawundu e Laylah Amatullah Barrayn, o coletivo já reuniu mais de 100 projetos de artistas de diferentes regiões, nacionalidades, pesquisas e gerações. Em destaque estão os trabalhos de Deborah Willis, Dee Dwyer, Jaimee Todd e Tokie Rome-Taylor. 

Bolsa das águas, de Mitsy Queiroz, do Levante Nacional Trovoa
Bolsa das águas, de Mitsy Queiroz, do Levante Nacional Trovoa

Outro grupo estreante é a Piscina Art, plataforma brasileira com foco em artistas mulheres. O grupo vai apresentar trabalhos que tratam sobre temáticas relacionadas à autoimagem, representação e corpo, além de processos de transformação e diferentes percepções e meios de estar na natureza. Confira nomes como Alice Yura, Alile Dara Onawale, Amapoa (Camila Svenson e Pétala Lopes), Camila Fontenele, Daniela Paoliello, Fernanda Liberti, Fernanda Vallois, Gabriela Silveira, Juh Almeida, Laryssa Machada e Takeuchiss (Andréia e Nathália Takeuchi).

Já no Centro Cultural Veras, um espaço múltiplo e transdisciplinar que promoverá encontros entre arte contemporânea e yoga em Florianópolis, tem curadoria de Josué Mattos e apresentará trabalhos de Ding Musa, João Castilho, Laura Belém, Laura Gorski e Ricardo Barcellos. O valor arrecadado com as vendas das obras será revertido à construção do espaço físico do Centro Cultural.

Atlânticos, de Silvana Mendes, do Levante Nacional Trovoa
Atlânticos, de Silvana Mendes, do Levante Nacional Trovoa

Vale destacar, por fim, o projeto da 01.01 Art Platform que elaborou o projeto  Passagens/propostas rituais, com a mais recente produção de artistas como Ana Beatriz Almeida, Aretha Sadick, Gabriella Marinho Moisés Patricio, Pamina Sebastião, Shai Andrade, Renata Felinto, Rafael BQueer e Sekai Machache.

Confira abaixo alguns destaques da edição:

Assentamento 1, Shai Andrade, da 01.01 Art Platform
Assentamento 1, Shai Andrade, da 01.01 Art Platform
Oxalufã, de Ana Beatriz de Almeida, da 01.01 Art Platform
Oxalufã, de Ana Beatriz de Almeida, da 01.01 Art Platform
Para saber quanto pesa corações suspensos, de Virgínia di Lauro, Galeria Simone Cadinelli na
Para saber quanto pesa corações suspensos, de Virgínia di Lauro, Galeria Simone Cadinelli
Aonde fui e não pude estar 2020, de Gabriela Noujaim, na Galeria Simone Cadinelli
Aonde fui e não pude estar 2020, de Gabriela Noujaim, na Galeria Simone Cadinelli
Menino com cabeça prateada, de Shinji Nagabe, na Galeria da Gávea
Menino com cabeça prateada, de Shinji Nagabe, na Galeria da Gávea
Salimah Mahnilei, da MFON
Salimah Mahnilei, da MFON
Dançando com Kubenkrankein, de Moara Brasil, do Levante Nacional Trovoa
Dançando com Kubenkrankein, de Moara Brasil, do Levante Nacional Trovoa