Conheça KAWS, artista que fez a nova capa do álbum de J-Hope

Entre as artes visuais, o design e a cultura pop, KAWS chama atenção mais uma vez ao assinar a capa do álbum solo do membro da BTS

Tempo de leitura estimado: 3 minutos
kaws
Capa do álbum “Jack in the box” de J-Hope, assinada por KAWS

Aqui do outro lado da tela, nós somos muito fãs dos crossovers entre a música e as artes visuais. E para quem também partilha deste sentimento, Brian Donnelly, ou KAWS, como é mais conhecido, é um prato cheio. Depois de J-Hope, membro da boy band BTS, ter lançado seu primeiro álbum solo com capa assinada pelo artista, KAWS voltou a atrair atenção na internet. 

Natural de Nova Jersey, quando adolescente, Donnelly criou a tag KAWS inspirado pela aparência das letras – a palavra em si, na verdade, não tem significado. Na época, ele a pintou no telhado de um prédio da área de seu ensino médio para que pudesse vê-la do lado de fora enquanto frequentava as aulas.

Mas sua jornada artística virou a chave quando se mudou para Nova York, onde faria faculdade de ilustração. Lá, um amigo e colega grafiteiro, Barry McGee, deu a ele uma chave que abria cabines telefônicas da cidade. Com ela, Brian abria os painéis laterais, puxava os cartazes de propaganda, e intervinha com spray inserindo símbolos e personagens – a ação lhe rendeu bastante atenção da mídia. 

KAWS
Donnelly com “Untitled (DKNY)” em 1997 em Nova York. Cortesia do artista

Aos 20 e poucos anos, logo após a sua formatura, Donnelly começou a trabalhar como freelancer da Disney e teve a chance de contribuir para notáveis produções como “101 Dálmatas” e “Doug”. E desde então, o antigo pichador foi solidificando sua carreira fazendo as mais diversas parcerias com o mundo pop. Ele lançou sua própria marca de brinquedos e figurinhas, a OriginalFake; apresentou suas criações ao lado dos brasileiros Irmãos Campana na Miami Art Week; e ganhou ainda mais visibilidade ao associar seu trabalho com grandes nomes do hip-hop estadunidense, como Jay-Z, Pharrell Williams e Kanye West, sem falar nas importantes marcas como Nike, Dior, entre muitas outras.

Kanye West
Capa do álbum “808s & Heartbreak” de Kanye West, assinada por KAWS

No caso da banda BTS, a admiração dos membros pelo artista não é de hoje também. Em 2019, eles já publicaram algumas fotos do cachorrinho do grupo em meio a várias pelúcias da coleção de Vila Sésamo que KAWS fez em parceria com a Uniqlo. RM e J-Hope, em especial, sempre exibem suas coleções de peças do artista e visitas às suas exposições. 

Mas podemos dizer que um grande marco da carreira de KAWS foi a venda mais que bem-sucedida de “The KAWS Album” no leilão da Sotheby’s em 2019. A casa de leilão que estimava uma venda de US$ 1 milhão, bateu o martelo para um recorde do artista de US $14,7 milhões. De lá pra cá, especialistas vêm acreditando que o artista tem estreitado a linha cada vez mais embaçada entre as artes comerciais e visuais. 

BTS
Carrochinho Tan da boy band. Foto: Twitter BTS

Sendo assim, fica difícil de selecionar os maiores destaques da carreira do multiartista. Mas para fechar com chave de ouro, vale ressaltar uma grande retrospectiva que aconteceu no começo deste ano de 2022 em Londres. A exposição New Fiction, Kaws foi inaugurada simultaneamente nas Serpentine Galleries e num dos jogos de videogame mais baixados de todas plataformas, o Fortnite. A mostra foi recriada em escala 1:1 no modo criativo do jogo, onde os usuários registrados podem se reunir e testar novos recursos ainda hoje, mesmo depois do encerramento da mostra física. 

KAWS
Frame da exposição “New Fiction” no Fortnite
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support