David Wojnarowicz: History Keeps Me Awake at Night

Whitney Museum, Nova York

O Whitney Museum apresenta a exposição “David Wojnarowicz: History Keeps Me Awake at Night”, a primeira grande retrospectiva do artista em mais de 10 anos. Iniciando sua carreira no final da década de 1970, Wojnarowicz (1954–1992) criou um corpo de trabalho que cobria pintura, fotografia, música, filme, escultura, escrita e ativismo social. Autodidata, o artista se tornou proeminente na cena de Nova York nos anos 1980, um período marcado por uma forte energia criativa, precariedade financeira e profundas mudanças culturais. Movimentos que se cruzavam – graffiti, música new wave, fotografia conceitual, performance e neo-expressionismo – faziam da cidade um laboratório para a inovação. Wojnarowicz se recusava a ter um estilo singular, adotando uma variedade de técnicas com uma atitude aberta a possibilidades radicais.

Wojnarowicz via os excluídos e marginalizados como seu verdadeiro assunto. Identificado como queer, e depois diagnosticado como soro-positivo, ele se tornou um defensor fervoroso de pessoas com AIDS em um momento quando incontáveis amigos, amantes e estranhos estavam morrendo devido à ineficiência e inação do governo americano. O trabalho do artista documenta e ilumina um período de desespero na história Americana: a crise da AIDS, e as guerras culturais do final dos anos 1980 e início dos 1990. Sua obra lida diretamente com temas atemporais como sexo, espiritualidade, amor e perda. Wojnarowicz, que tinha 37 anos quando faleceu devido a complicações relacionadas à AIDS, escreveu: “Tornar público aquilo que é privado é uma ação que tem ramificações fantásticas”.

David Wojnarowicz: History Keeps Me Awake at Night
Curadoria: David Kiehl e David Breslin
Abertura:
13/07
Visitação: até 30/09/18; quarta a segunda, 10h30-18h; sexta e sábado até 22h; aberto também às terças nos meses de julho e agosto.
Whitney Museum of American Art: 99 Gansevoort Street, Nova York. Ingressos $25