Em Brasília, Moisés Patrício propõe exposição-ebó na Galeria Karla Osorio

Primeira individual do artista em na capital federal, YANGÍ ocupa espaços internos e externos da galeria; texto curatorial é assinado por Ana Beatriz Almeida

Depois de anunciar a representação de Moisés Patrício em agosto do ano passado, a Galeria Karla Osorio, de Brasília, passou a realizar uma série de atividades com o artista. Bastante conhecido por sua série Aceita?, que é desenvolvida desde 2014, ele foi o primeiro participante de 2021 do programa de residências oferecido pela galeria. Durante os 40 dias que esteve criando na capital federal, Moisés criou bastante!

Parte dessas criações estão agora na exposição YANGÍ, primeira individual do artista em Brasília e na Galeria Karla Osorio. A mostra teve sua abertura na última terça-feira, 23 de fevereiro, e receberá visitação do público até o dia 15 de abril. Além das obras que foram executadas por Moisés durante a residência, ele apresenta um conjunto de trabalhos que faz parte de sua produção recente, feitos entre 2019 e 2020.

Moisés Patrício, ACEITA 111 (Cabaças), 2019. FOTO: Gonzalo Gaudenzi/Cortesia Galeria Karla Osorio

No texto curatorial da exposição, a artista, pesquisadora e curadora Ana Beatriz Almeida explica a origem do título da mostra: “Yangí , o Ésú primordial cujo corpo fragmentado ocupa os nove céus”. Ela escreve que as obras presentes na exposição dialogam com éticas e estéticas que foram silenciadas na modernidade. De acordo com ela, as produções de Moisés presentes em YANGÍ têm “o intuito de criar um espaço entre-mundos”. Ana Beatriz sugere que o artista-bàbálórìsà Moisés Patrício propõe uma exposição-ebó, que “convoca o público a ampliar seu senso de experiência artística”.

Desta forma, a exposição recebe fotografias, desenhos, pinturas, esculturas, assentamentos e despachos. As obras ocupam um grande espaço da galeria, que é divida em galerias nucleares e pavilhões, além de ter uma ampla área externa. YANGÍ tem um percurso que passa pelos jardins e pelas Galerias 1 e 2 do Pavilhão I, e galerias 4 e 5 do Pavilhão II.

Para visitar a exposição, é preciso fazer agendamento prévio, com horários de segunda à sexta, das 09h às 18h30, e sábado das 09h às 14h. A galeria segue as medidas de prevenção contra a Covid-19. Por isso, há limitação do número de visitantes permitido nos espaços e o uso de máscara é obrigatório.


YANGÍ, de Moisés Patrício
Data: 23 de fevereiro a 15 de abril de 2021
Local: Galeria Karla Osorio (CJ 31 – Lago Sul, Brasília – DF)
Mais informações: karlaosorio.com ou +55 61 3367 6303 #20