Marcelo Araujo will assume the direction of IMS

Estimated reading time: < 1 minute

A partir de abril de 2020, Marcelo Araujo assumirá o posto de superintendente-executivo do Instituto Moreira Salles no lugar de Flávio Pinheiro, no cargo há mais de onze anos, que deixa a instituição em maio do próximo ano. Até março, Araujo cumprirá compromissos profissionais com a Japan House, instituição que dirige desde outubro de 2018. Com sua chegada, completa-se uma transição na vida do IMS iniciada com a nomeação, em agosto de 2019, de João Fernandes, até então sub-diretor do Museu Reina Sofia de Madri, para o cargo de Diretor Artístico.

Marcelo Araujo e João Fernandes ficam em São Paulo, dividindo o tempo de trabalho com presenças constantes no Rio de Janeiro, onde se situa há 20 anos um importante centro cultural do IMS e onde estão localizados todos os seus acervos, e em Poços de Caldas, onde o Instituto nasceu em 1992.

Marcelo Araujo tem larga e vitoriosa experiência como gestor de instituições culturais. Foi diretor do Museu Lasar Segall, da Pinacoteca de São Paulo, ocupou o cargo de Secretário de Cultura do Estado de São Paulo, presidiu o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e, finalmente, ocupou a direção da Japan House. É graduado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (1978), pós-graduado em Museologia pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1983), e Doutor pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é membro do Conselho Executivo da Fundação Bienal de São Paulo, onde ocupa o cargo de primeiro vice-presidente da diretoria executiva, e participa do Real Patronato do Museu Centro de Artes Reina Sofia, em Madri.

PageReader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
en_US