MASP receives donation of Rubem Valentim archive

Estimated reading time: < 1 minute

O Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP) acaba de receber um vasto
acervo com manuscritos, datiloscritos, cartas, fotos e desenhos do artista baiano Rubem
Valentim (1922-1991). O material —mais de 10.000 itens distribuídos por trinta caixas— foi doado pelo recém-criado Instituto Rubem Valentim e ficará armazenado no Centro de
Pesquisas do MASP.

Entre 2018 e 2019, o MASP realizou a mostra monográfica Rubem Valentim: construções afro-atlânticas, no contexto das Histórias afro-atlânticas, eixo curatorial do museu em 2018. Segundo Fernando Oliva, curador da exposição, a doação concretiza um antigo sonho do artista: reunir a maior parte de seus documentos e arquivos pessoais em um mesmo local, disponível para o acesso de pesquisadores do Brasil e do mundo. E o fato de essa descoberta se dar no momento em que a obra de Valentim passa por reavaliações, no
contexto de uma perspectiva afro-brasileira, como a exposição e catálogo do MASP, vai ao
encontro da importância desta doação. “O material pode jogar nova luz sobre a obra do
artista e sua relação com a arte afro-brasileira e africana”, diz o curador.

PageReader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
en_US