Carregando Eventos

« Todos Eventos

Inauguração da MITS Galeria com mostra individual de Pegge

27 junho @ 10:00 10 agosto @ 20:00

Pegge, Inspirações de Sun Ra (detalhe)

Em celebração ao primeiro ano de atividades, a MITS Galeria abre suas portas em 27 de junho, no bairro dos Jardins, em São Paulo, com a exposição individual “Jazzmatazz – todos meus manos ouvem jazz” do artista Pegge. Para a abertura, o artista apresentará 15 obras inéditas, centradas em uma temática que considera crucial em suas abordagens: a valorização do jazz como movimento voltado para pessoas periféricas e a inclusão da questão de pertencimento para ambos os lados. Sob a curadoria de Carollina Lauriano, a mostra ficará em cartaz na galeria até 10 de agosto.

Pegge, originário da Zona Leste paulistana, encontrou na música, especialmente no jazz, e na arte seu caminho. Uma trajetória que desafia estereótipos desde o início, contrariando expectativas negativas ao encontrar no jazz, segundo Carollina, uma rota para a educação. “Para sua nova exposição individual, o artista Pegge explora a criação de um universo pictórico que destaca como o gênero musical jazz foi um precursor revolucionário para a comunidade negra, influenciando as novas gerações do rap, trap e funk. Além de uma imersão no estilo musical, a exposição conecta a biografia do artista aos grandes nomes da música como Sun Ra e Miles Davis, mostrando como a cultura marginal fundamentou grandes movimentos culturais”, comenta Lauriano.

Entre as obras apresentadas na exposição, destaca-se “Inspirações de Sun Ra”, que, segundo Pegge, “era um músico de jazz que acreditava ser de outro planeta, tempo e espaço, e refletia sobre filosofias cósmicas em suas músicas e composições, sendo um pioneiro do movimento Afrofuturista.” Nesta obra, o artista sintetiza elementos que Sun Ra afirmava serem suas inspirações. Em uma entrevista, ele mencionou: “os planetas, o criador, deuses místicos, deuses reais, pessoas, flores, tudo na natureza e todos os músicos são inspirações para mim.”

“Mesmo se apresentando como uma entidade de outro planeta, ele se inspirava em coisas mundanas, coisas que estavam ao seu redor. Na obra, eu represento Sun Ra como uma criança, mostrando a beleza e importância de observar ao redor para se inspirar. Coisas simples se tornam grandiosas quando estamos dispostos a vê-las assim. É assim que nasce a obra ‘Inspirações de Sun Ra'”, explica Pegge.

Para Roger Supino e Guilherme Giaffone, sócios à frente da MITS, este é um dos momentos mais importantes de suas carreiras profissionais. É a realização de um sonho, conforme Roger relata: “Estamos em um momento muito especial, de transição e expansão da MITS. Temos certeza de que estamos no caminho certo, pois em apenas um ano de trabalho, conseguimos abrir nosso segundo endereço.” A MITS continua operando no prédio comercial na região da Barra Funda, agora apenas como um escritório focado na geração de novos negócios.

A arte jovem, resiliente, de resistência e luta de artistas como Pegge é central neste momento da MITS, que está aprofundando o lado artístico desses novos talentos, abordando temas relevantes e atuais. Nas palavras de Roger, é significativo que Pegge seja o primeiro artista a ter uma exposição individual na abertura da galeria. “Apresentar um artista como ele em nossa primeira exposição é mais uma confirmação de que estamos fazendo escolhas acertadas, reafirmando o que buscamos ao longo deste primeiro ano: que a MITS seja uma voz dessa nova geração que está entrando no universo das artes. Além disso, o artista tem obras no acervo do MASP, o que o posiciona como uma potência”, destaca Supino.

Pegge ecoa as palavras de Roger: “Estou muito feliz com esse novo passo da MITS e em fazer parte disso como o primeiro artista individual. Sinto que ambos os lados estão se esforçando ao máximo para fazer tudo acontecer como planejado, desde a montagem da exposição até os detalhes da abertura. Esta exposição vai falar muito sobre um ponto de referência para a comunidade, e a MITS abrir esse espaço pode ser uma influência poderosa no futuro.” Ele completa: “Tenho estudado muito as possibilidades de obras e as referências são, em grande parte, da minha história com o estilo musical. Então, é fácil para mim buscar o que preciso dentro de mim para mostrar essa visão. Espero que a MITS e eu possamos alcançar grandes voos com esta exposição, tanto artisticamente quanto profissionalmente”, finaliza Pegge.

MITS Galeria

R. Padre João Manoel, 740 – Jardins
São Paulo, SP Brasil
+ Google Map
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support