Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

Luiz Queiroz no Projeto Vênus

28 janeiro, 2023 @ 10:00 11 março, 2023 @ 19:00

Nos trabalhos que compõem Sustentar dimensões não é fácil, primeira exposição individual de Luiz Queiroz no Projeto Vênus, existe o delinear de um tempo misterioso e cortante, que se materializa através de decisões gráficas, pictóricas e, talvez, cirúrgicas sobre a borracha. Há um olhar que mira para a escrita cuneiforme criada pelos Sumérios em 320 a.C e os hieróglifos; para os antigos rituais de iniciação durante o equinócio no extremo Norte do planeta, corpos moventes dentro da natureza em conexão à violenta vontade dos deuses entidades que a habitam; existe o desejo bacante da carne, existem as máscaras rituais do povo Lego. Há na produção de Luiz Queiroz uma ousadia e talvez afronta a quem deseje categorizar o seu trabalho dentro das facilidades da linguagem. O artista traz esse fator nas próprias escolhas plásticas e materiais, nas quais a imagem não é gerada a partir do papel ou da tela em branco, mas do mais denso preto presente na borracha, que é o suporte escolhido para a criação de grande parte de seus trabalhos. A técnica adotada por Luiz com a utilização de goivas vem da gravura, em especial da xilogravura, se desprende do caráter etéreo que este tipo de construção artística almejou por séculos ao admitir o vestígio e a entintagem não uniforme, que, no caso do artista, é responsável por colorir o suporte e não de gerar tiragens. Quando existe a possibilidade da impressão, não existirão cópias idênticas ou uma gravura limpa e agradável à contemplação. A palatabilidade não é um desejo dos trabalhos, bem como o enfrentamento é algo presente no uso da matéria, já que a borracha impõe uma movimentação firme para a criação de incisões. O enfrentamento está presente também nas referências visuais e sonoras do artista, provenientes da plasticidade mórbida dos filmes de terror de diversos períodos do cinema, da estética e da sonoridade do rock’n’roll e do mais denso heavy metal, representados por camisas, videoclipes e capas de discos. Não é possível assistir a um show de heavy metal sentado em uma poltrona. Como numa roda de pogo ou moshpit , a construção das imagens acontece por meio de intensas e certeiras movimentações da goiva sobre a borracha e da mesma maneira em que numa roda punk o encontro dos corpos acontece por conta da música, os segmentos das linhas que formam as imagens acontecem por meio do desenho, grande base para a produção de Luiz. Sustentar dimensões não é fácil (e, de fato, não deve ser) é um convite para estabelecermos a qualidade da presença, bem como em diversos rituais de diferentes culturas.

Projeto Vênus

134 Tv. Dona Paula Higienópolis
São Paulo, São Paulo Brasil
+ Google Map
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support