Carregando Eventos

« Todos Eventos

“The Proliferation of the Sun” de Otto Piene na Sprüth Magers

24 maio @ 11:00 10 agosto @ 18:00

Otto Piene, More Sky, vista da instalação, Neue Nationalgalerie, Berlim, 2014. Foto: David von Becker

Apresentando sete projeções digitais de slides pintados à mão e uma trilha sonora da voz do artista dirigindo-os, The Proliferation of the Sun envolve os visitantes e a galeria em tons prismáticos em constante mudança que geram, nas palavras de Otto Piene, uma “jornada poética pelo espaço”.

Particularmente fascinado pelo meio da luz, Piene passou toda a sua carreira experimentando com ela. The Proliferation of the Sun foi originalmente concebida como uma projeção de múltiplos slides e performance com narração roteirizada de Piene em 1966-67 para a abertura do Black Gate Theatre de Piene e Aldo Tambellini em Nova York. Diante do pano de fundo da disseminação das armas nucleares da época, a obra contrapunha os poderes destrutivos da guerra com um mundo visual abstrato e pacífico.

A nova encenação na galeria está de acordo com a iteração final de The Proliferation of the Sun, concebida por Piene como peça central de sua retrospectiva de 2014 na Neue Nationalgalerie Berlin. Concluída pouco antes de sua morte, a instalação é reminiscente das performances originais da década de 1960 e atualizada com projetores automatizados mostrando cópias digitais dos slides de vidro originais. Piene completou o trabalho adicionando 160 novos slides pintados especialmente para a montagem em Berlim. Estes também foram digitalizados e projetados em uma grande esfera inflável, inspirada na apresentação da obra em 1967 na galeria Art Intermedia em Colônia. Os slides exibem formas orgânicas vividamente coloridas, lembrando fractais, planetas e células se reproduzindo sob um microscópio, evocando o brilho e a energia vital do sol. Entre eles, pontos pretos perfeitamente redondos semelhantes a eclipses se materializam.

Com velocidade crescente, as imagens mudam ao som constante da voz do artista pronunciando “O sol, o sol, o sol, o sol” – uma espécie de canto ritualístico que vibra pelo espaço e ancora a audiência no momento presente.

Simultaneamente, somos transportados de volta ao tempo das performances originais enquanto a voz do Piene mais jovem ressoa. Conforme os slides terminam, o espaço é banhado por uma luz branca pura enquanto Piene entoa “branco, branco, branco”. Possivelmente fazendo alusão ao seu contraponto, o apagão, que mergulhou cidades na escuridão durante a guerra, pois as luzes eram apagadas para tornar os alvos menos visíveis ao inimigo, ou ao desvanecer das luzes de teatro para marcar o fim de uma peça, Piene surpreende os espectadores com uma luz brilhante e deslumbrante.

Tornando a cor branca tangível, esta seção da projeção remete às ideias ocidentais de pureza e vazio e aos novos começos associados a elas, referenciando a indicação simbólica do ZERO de começar do nada.

Unindo arte, vida, natureza e tecnologia, The Proliferation of the Sun funciona como um meio de expansão, quebrando fronteiras espaciais e abrindo espaço para contemplação e novas formas de percepção.

Sprüth Magers

5900 Wilshire Boulevard
Los Angeles, Califórnia Estados Unidos
+ Google Map
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support