Carregando Eventos

« Todos Eventos

“Um halo um elo, saudade de pedra” de Ana Paula Oliveira na Galeria Marcelo Guarnieri

15 junho @ 10:00 20 julho @ 19:00

Obra de Ana Paula Oliveira. Foto: Divulgação Galeria Marcelo Guarnieri

A Galeria Marcelo Guarnieri tem o prazer de apresentar, entre 15 de junho e 20 de julho de 2024, “Um halo um elo, saudade de pedra”, exposição individual de Ana Paula Oliveira (1969, Uberaba – Minas Gerais) em nossa unidade de São Paulo, que conta com texto crítico de José Augusto Ribeiro. A mostra reúne um conjunto de esculturas inéditas que surgem dos estudos em botânica desenvolvidos pela artista durante os últimos quatro anos, por onde tem investigado a dinâmica do funcionamento das plantas e das estratégias da natureza.

“Um alo um elo, saudade de pedra” está formada por uma variedade de materiais, desde esqueletos de insetos, casca de coco e madeira, até metais como ferro, alumínio e latão. Interagem entre si por meio das esculturas criadas pela artista, que com seus gestos e soluções formais propõe uma relação mais simbiótica entre materiais orgânicos e industriais, entre humanos e mais que humanos. A ideia de elo é explorada tanto a nível material, quanto a nível funcional, quando por exemplo produz pequenas esculturas de exoesqueletos metalizados que podem adquirir a qualidade de acessórios utilizáveis. O programa da exposição também contará com uma performance realizada por uma equilibrista convidada, que ativará algumas peças através de ações interativas que colocam em questão a noção de estabilidade.

Um dos trabalhos centrais da exposição, intitulado “Córgo” (2020-2024), utiliza dormentes de madeira que outrora foram trilhos de trem. Nessas peças, o chumbo escorrido corre estagnado pelos veios seculares da madeira, evocando a imagem de um pequeno rio. A escolha pela diversidade de metais corresponde ao desejo de explorar a luminosidade de cada um, criando, em seu conjunto, uma particular gama de tons. 

As peças de parede da exposição são estruturadas a partir de presilhas, suportes de encaixe e batedores de porta, que complementam as esculturas. Outras obras incluem “Cardume particular” (2020-2024), esculturas de chão fundidas com piranhas, e “Para Munch todos os gritos” (2020-2024), um conjunto de côcos secos e fundidos que, através dos contornos de suas texturas e orifícios, aludem à famosa pintura “O Grito” de Edvard Munch.

Além deste conjunto de trabalhos inéditos, podem ser vistos na exposição alguns trabalhos da série “Estudos para alguma coisa significativa” (2014), formados por colagens realizadas com diversos materiais, textos e imagens extraídos do livro “Geologia Aplicada à Engenharia”.

Galeria Marcelo Guarnieri

Alameda Franca, 1054, Jardins
São Paulo, São Paulo Brasil
+ Google Map
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support