Cultura Visual Contemporânea: da pop arte à circulação de imagens e criação de identidades em redes sociais

1 de dez de 2020

O que distingue uma obra de arte de outras tantas imagens que vemos diariamente? Se a definição do que é arte quase sempre esteve associada ao contexto onde é mostrada, como saber se estamos diante de um trabalho artístico entre tudo o que nos chega pela internet? Dividido em 12 encontros, o curso parte de uma abordagem da cultura visual para analisar produções artísticas que transformaram essa definição ao utilizarem imagens banais do mundo contemporâneo. O primeiro módulo trata do surgimento da Pop Art, que rompe com as separações entre alta cultura e cultura de massa, analisando também a repercussão do movimento na América Latina e no Brasil. A segunda parte apresenta um grupo de artistas que surge em Nova York no final dos anos 1970 conhecido como Pictures Generation, com nomes como Cindy Sherman e Richard Prince, que adotam a prática de apropriação de imagens de forma disseminada. O terceiro módulo trata da circulação da obra de arte em redes sociais, com estudo de casos de artistas que usam o Instagram ou o Twitter como espaço de performance ou produções colaborativas por hashtags.

 

Número de aulas: 4 encontros de uma hora por módulo

ESGOTADO – entre em contato para informações sobre as próximas turmas

Preço: R$ 770,00 por módulo.

 

Módulo 1: Pop Art e a explosão de imagens

Aula 1: Richard Hamilton e a Pop Art britânica

Aula 2: Andy Warhol e a Pop Art americana

Aula 3: Pop Art na América Latina – exposição Pop América, 1965-1975 (2019)

Aula 4: Nova Figuração Brasileira: Antonio Dias

 

Módulo 2  Apropriação de imagens e reprodução em novos meios

Aula 1: The Pictures Generation (1977): Richard Prince, Barbara Kruger e Sherrie Levine

Aula 2: Cindy Sherman

Aula 3: Martha Rosler

Aula 4: Hudinilson Jr. e a arte xerox

 

Módulo 3: Arte e circulação de imagens em rede

Aula 1: Arthur Jafa (Love is the Message, The Message is Death); Bamboozled, Spike Lee

Aula 2: Amália Ulman e Aleta Valente: performances no Instagram e autoficção

Aula 3: Deletando arquivos/táticas de desaparecimento: Maurizio Cattelan e Maryan Monalisa Gharavi

Aula 4: Projetos colaborativos on-line (#CóleraAlegria; #Maspetcbr)

 

 

Sobre o Professor

Nathalia Lavigne é pesquisadora, jornalista e curadora. É doutoranda pela FAUUSP, mestre em Teoria Crítica e Estudos Culturais pela Birkbeck, University of London, e graduada em Jornalismo pela PUC-RJ. Escreve para veículos como Artforum, Contemporary And, ZUM, Folha de São Paulo e revista Select. Como curadora, já realizou mostras como “Against, Again: Art Under Attack in Brazil”, na Anya and Andrew Shiva Gallery (John Jay College, CUNY), em Nova York, em 2020, e apresenta este ano a exposição “Táticas de Desaparecimento”, no Paço das Artes, como parte da Temporada de Projetos 2020. Foi contemplada com uma bolsa da DAAD para desenvolver uma pesquisa no novo museu Humboldt Forum, em Berlim, em 2021.

R$770,00

| Encerrado |