Mulheres na Arte Brasileira, com Julia Lima

3 de dez de 2020

Neste curso abordamos a produção de importantes artistas mulheres no Brasil, revelando os temas comuns e materializações singulares que atravessam seus corpos de trabalho. O curso terá foco o contexto histórico e os movimentos artísticos das épocas abordadas. Acreditamos na valorização da produção feminina e compreensão de sua força como um passo cada vez mais necessário e importante para o entendimento da produção nacional atual. Uma revisão do passado para atentarmos para o presente e o futuro.

 

Número de aulas: 6 encontros de uma hora por módulo.

ESGOTADO – entre em contato para informações sobre as próximas turmas

Preço: R$1408,00 por módulo.

 

Programas

Módulo 1

Aula 1: Abigail de Andrade (1864-1890) e Anita Malfatti (1889-1964)

Aula 2: Tarsila do Amaral (1886-1973) e Maria Martins (1894-1973)

Aula 3: Tomie Ohtake (1913-2015) e Mira Schendel (1919-1988)

Aula 4: Lygia Clark (1920-) e Lygia Pape (1927-2004)

Aula 5: Leticia Parente (1930-1991), Sonia Andrade (1935) e Martha Araujo (1943)

Aula 6: Teresinha Soares (1937), Wanda Pimentel (1943-2019) e Regina Vater (1943)

 

Módulo 2

Aula 1: Anna Bella Geiger (1933) e Anna Maria Maiolino (1942)

Aula 2: Regina Silveira (1939) e Lenora de Barros (1953)

Aula 3: Carmela Gross (1946) e Sonia Gomes (1948)

Aula 4: Leda Catunda (1961) e Adriana Varejão (1964)

Aula 5: Rosana Paulino (1967) e Laura Lima (1971)

Aula 6: Cinthia Marcelle (1974) e Renata Felinto (1978)

 

Sobre a Professora

Julia Lima é curadora e pesquisadora. Graduada em “Arte: História, Crítica e Curadoria” pela PUC-SP, participou da Summer School do Courtauld Institute, Londres, 2009. Integrou o Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto Tomie Ohtake por três anos. Foi júri de diversas premiações, incluindo o Prêmio EDP nas Artes. Foi curadora da 2ª edição do Programa de Residência Artística do Adelina Instituto. Seus principais projetos curatoriais incluem as coletivas “Eu queria ser lida pelas pedras”; “Formas de Voltar para Casa”; e “Ministério da solidão”; e as individuais de Kitty Paranaguá (MCB), Felippe Moraes (FIESP), Élle de Bernardini (Verve Galeria), Bruno Novaes (OMA e Casa do Olhar) e Carlos Monroy (OC Oswald de Andrade). Atualmente, conduz a pesquisa “Elas Estão Aqui” – uma reescrita da história da arte por artistas mulheres –, dá cursos de história da arte, colabora com veículos especializados, mantém uma produção crítica ativa, e realiza acompanhamento de artistas.

R$1.408,00

| Encerrado |