Exposição em Hong Kong traz obras icônicas de Annie Leibovitz

Galeria Hauser & Wirth reúne imagens desde os anos 1970, incluindo retratos de Kate Moss, Yoko Ono, Patti Smith, entre outros.

Tempo de leitura estimado: 3 minutos
Keith Haring por Annie Leibovitz, New York City, 1986
Keith Haring por Annie Leibovitz, New York City, 1986

Uma das mais relevantes fotógrafas das últimas décadas, Annie Leibovitz abriu ontem uma retrospectiva na Hauser & Wirth Hong Kong que reúne obras selecionadas pela própria artista.  The Early Years, 1970 – 1983, Archive Project No. 1 and Wonderland apresenta  desde imagens do início de sua carreira, expostas ao lado de imagens feitas nas últimas duas décadas e que se tornaram ícones da vida cultural estadunidense.

John Lennon e Yoko Ono, por Annie Leibovitz, em New York City, dia 8 de dezembro de 1980
John Lennon e Yoko Ono, por Annie Leibovitz, em New York City, dia 8 de dezembro de 1980
Kara Walker por Annie Leibovitz, New York City, 2013
Kara Walker por Annie Leibovitz, New York City, 2013

As imagens da aclamada artista denotam seu estilo característico, mesclando técnicas de retrato e do fotojornalismo, com o qual assumiu posição de destaque na história dos retratos fotográficos ao longo do século XX. Seu trabalho como fotógrafa de moda também lhe rendeu grande reconhecimento ao longo da carreira –  Leibovitz produziu ensaios que se tornaram referência em suas colaborações com a revista Vogue.

John Galliano,por Annie Leibovitz, Paris, 2018
John Galliano,por Annie Leibovitz, Paris, 2018
Coleção de Alexander McQueen por Annie Leibovitz, Brooklyn, New York, 2010
Coleção de Alexander McQueen por Annie Leibovitz, Brooklyn, New York, 2010

A artista eternizou as transformações culturais e políticas dos Estados Unidos entre as décadas de 1970 e 1980, enquanto trazia consigo um panorama da consagração da fotografia como meio artístico. O período também corresponde aos 13 anos em que a fotógrafa colaborou com a revista Rolling Stone, onde explorou as indistinguíveis barreiras que a separavam dos sujeitos fotografados, entre entrevistador e entrevistado, e entre celebridades e pessoas comuns. Entre obras icônicas dessa fase estão, por exemplo, as coberturas das turnês dos Rolling Stones e de Patti Smith e da campanha presidencial de 1972.

Rihanna por Annie Leibovitz, Havana, Cuba, 2015
Rihanna por Annie Leibovitz, Havana, Cuba, 2015
Carl Lewis  por Annie Leibovitz, Houston, Texas, 1994
Carl Lewis por Annie Leibovitz, Houston, Texas, 1994

Seu período mais recente abrange trabalhos como os ensaios de alta costura para a Vogue – o primeiro dos quais retratou Kate Moss e Sean Combs em uma narrativa que conecta o mundo da moda com o universo cultural do rap. Também está contemplada nessa segunda parte da exposição o ensaio no qual Leibovitz homenageou a obra O Mágico de Oz, em que fotografados assumem a posição de figuras históricas e literárias, expondo aspectos pouco vistos de sua personalidade com seu contexto social.Annie Leibovitz recebeu inúmeras premiações ao longo de sua carreira artística, como o título de Commandeur in the Ordre des Arts et des Lettres em 2006 e a designação de Lenda Viva pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.

Patti Smith por Annie Leibovitz
Patti Smith por Annie Leibovitz
Whoopi Goldberg por Annie Leibovitz, Berkeley, California, 1984
Whoopi Goldberg por Annie Leibovitz, Berkeley, California, 1984
Steve Martin por Annie Leibovitz, Beverly Hills, California, 1981
Steve Martin por Annie Leibovitz, Beverly Hills, California, 1981
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support