Exposição quase inteiramente inédita de Pierre Verger tem viewing room online

Com curadoria da historiadora Paula Porta, mostra no Centro Cultural Vale Maranhão (CCVM) em parceria com a Fundação Pierre Verger reúne 80 trabalhos do fotógrafo

Foto: Divulgacão

O Centro Cultural Vale Maranhão realiza em seu site uma exposição bastante especial do célebre fotógrafo francês Pierre Verger! A mostra Maranhão por Pierre Verger abriu na última terça-feira, 16 de março, com curadoria da historiadora Paula Porta, e reúne 80 trabalhos de Verger que foram essencialmente realizados em uma viagem do fotógrafo ao Maranhão ao final da década de 40!

Apenas 20 das fotografias que estão expostas na plataforma são de conhecimento do público, tendo sido publicadas em livros ou expostas. Todos os outros 60 trabalhos são inéditos e mostram um “cotidiano de resistência” no dia a dia dos maranhenses. Além das obras expostas, há na plataforma um texto bastante completo, que especifica cada momento fotográfico em exibição.

Realizada em parceria com a Fundação Pierre Verger, a mostra aponta a carga documental e também a carga poética que estão embutidas na trajetória do fotógrafo, como ressalta ao final do texto o responsável pelo Acervo Fotográfico da Fundação Pierre Verger.Alex Baradel.

De acordo com a curadora, a exposição “procura ampliar o acesso do público ao acervo de imagens históricas sobre o Maranhão e, mais uma vez, celebrar a força da cultura negra em nosso país, legado de culturas africanas que ainda não conhecemos tanto como deveríamos, mas que Pierre Verger nos ajudou a enxergar, compreender e valorizar”.

Quando chegou ao Maranhão no ano de 1946, Verger havia começado a se dedicar com mais afinco à pesquisa e à escrita sobre a relação entre o continente africano e o Brasil. Durante o tempo que passou no estado, pensando nesse movimento que havia iniciado, registrou imagens como as de tambores de crioulo e da festa do Divino Espírito Santo.

Esse caráter da exposição é reforçado pelo projeto expográfico que acompanhará a mostra física, desenvolvido pelo diretor e coordenador artístico do CCVM, o arquiteto Gabriel Gutierrez. Na ambientação, foram usados tecidos tingidos com cascas de mangue vermelho, feitos pelo Estaleiro Escola do Maranhão, referenciando as velas dos barcos de pescadores maranhenses. 

O Maranhão por Pierre Verger
Data: Abertura em 16 de março de 2021, sem data de encerramento anunciada.
Local: Online no site do Centro Cultural Vale Maranhão.
Mais informações: www.ccv-ma.org.br ou (98) 98143-6143