Filmes AQA: À luz da noite

Conheça Frances, uma artista em busca de inspiração que foi parar num lugar remoto e lindo e acabou vivenciando uma transformação

Há algum tempo as residências artísticas funcionam como inspiração extra para artistas, a ideia é bem simples: eles saem de sua zona de conforto, conhecem um novo ambiente e cultura, encontram um novo objeto de pesquisa e (taran!) produzem algo que muitas vezes pode ser o turning point de suas carreiras. O filme À luz da noite é sobre olhar o mundo e deixar que cada detalhe te encante. 

À luz da noite
À luz da noite

Jenny Slate é Frances, uma artista aparentemente medíocre que decide fugir do cenário claustrofóbico de Manhattan e uma vida um tanto desanimadora – o fim do namoro e a separação dos pais são algumas das vivências apresentadas no início da trama. A ideia é fazer uma residência no Japão, mas a única oportunidade que bate em sua porta é passar o verão isolada em uma ilha próxima ao Círculo Ártico na Noruega. 

A ideia é ajudar o artista recluso Nils, vivido por Fridtjov Saheim,  a pintar um  celeiro inteiro em tons de amarelos seguindo uma lógica matemática. Apesar de não se tratar exatamente de uma residência artística, mas de um trabalho manual exaustivo, ela mergulha num processo de aprendizado e não abandona o próprio trabalho. Pelo contrário, sente-se instigada pelo cenário, luz e personagens que encontra naquele lugar tão remoto. 

À luz da noite
À luz da noite

Logo no início de sua jornada percebemos que Francis olha para o mundo de uma forma especial, como se tudo fizesse parte de um grande livro de História da Arte – o apartamento de seus pais é uma obra de Mondrian; a paisagem é uma pintura “cheesy”; a atendente do supermercado é uma pintura renascentista. Yasha, vivido por Alex Sharp, é um imigrante russo que cresceu no Brooklyn e viajou até a Noruega para para enterrar seu pai. Ele – aos olhos da artista – parece uma pintura de Caravaggio. À luz da noite, dirigido por David Wnendt, tem um cenário deslumbrante e uma cuidadosa paleta de cores – tudo aqui é digno de pintura! Agora só nos resta assistir para descobrir o que acontece com o trabalho da jovem artista.

The Sunlit Night
The Sunlit Night