Galciani Neves apresenta exposição coletiva no SESC Belenzinho

“Biblioteca: Floresta” expõe trabalhos que fazem a intersecção entre literatura e artes visuais para falar do feminino

Tempo de leitura estimado: 2 minutos
Biblioteca: Floresta
Biblioteca: Floresta

Resultado de pesquisas e acompanhamento de processos autorais empenhados por artistas mulheres, com foco nas relações entre gênero, arte e literatura, Biblioteca: Floresta está em cartaz no SESC Belenzinho até 27 de fevereiro de 2022. Com curadoria de Galciani Neves, a mostra foi revista e ampliada de sua apresentação original, que aconteceu em 2018 no Museu de Arte de Ribeirão Preto – MARP.

A obra que dá nome à exposição é de Simone Moraes, que colecionou ao longo de quase dois anos a primeira e a última palavra de cada um dos livros da biblioteca do MARP, resultando em 4.301 duplas de palavras que serão inseridas e plantadas com uma muda de árvore no interior de Goiás; trazendo assim, a aproximação entre uma biblioteca e uma floresta. Simone conta com mais quatro trabalhos na mostra, dentre eles o vídeo Peso dos livros, em que a artista fica deitada acolhendo os livros do MARP ao seu redor.

Simone Moraes
Peso dos livros, 2019, de Simone Moraes

Por sua vez, Natalie Salazar apresenta o trabalho Inventário, que parte do projeto de adquirir compulsivamente exemplares dos 14 romances do escritor Michael Bruckner, seu avô, que escreveu acerca de sua experiência durante a II Guerra Mundial. Nas palavras da artista “os livros foram comprados de segunda mão. Ao passo que iam chegando, eu os deixava empilhados no canto do ateliê. Quando vi aquela pilha de envelopes com meu nome foi que entendi que não importava mais o título de cada romance escrito por meu avô e sim o inventário inventado que havia feito”.

Natalie Salazar
Inventário, 2015, de Natalie Salazar

Biblioteca: Floresta apresenta 41 obras, que variam entre esculturas, gravuras, desenhos, pinturas, publicações, apropriações de livros, ficções, instalações, performances, textos, áudios e vídeos.  Além disso, esta é complementada por uma programação integrada, com oficinas e mesas de debates em ambiente online, mediada por uma equipe de educadoras. Nas palavras da curadora, “A exposição nasceu da vontade de trabalhar a palavra enquanto materialidade, visualidade, matéria prima. As artistas envolvidas entendem que, se valendo da palavra, o lugar de fala do feminino se evidencia mais”.

Participam da exposição as seguintes artistas: Adelaide Ivánova, Aline Albuquerque, Aline van Langendonck, Andréa Tavares, Carmela Gross, Fernanda Porto, Isabella Assad, Janina McQuoid, Júlia Ayerbe e Laura Daviña, Laura Berbert, Lívia Aquino, Lucia M. Loeb, Maíra Dietrich, Mayana Redin, Mayra Martins Redin, Natalie Salazar, Neide Sá, Paloma Durante, Raphaela Melsohn, Raquel Stolf, Regina Parra, Renata Cruz, Simone Barreto, Simone Moraes e Vera Chaves Barcellos.

Biblioteca: Floresta

Local: SESC Belenzinho

Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, São Paulo

Data: Até 27 de fevereiro de 2022

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support