In the Fields of Empty Days 

LACMA, Los Angeles

“In the Fields of Empty Days” (A Intersecção entre Passado e Presente na Arte Iraniana) apresentada pelo LACMA, explora a presença contínua e inescapável presença do passado na sociedade iraniana. Esse aspecto é revelado na arte e na literatura do país, em que reis e heróis surgem em contextos mais tardios como paradigmas de virtude ou como objetos de zombaria, enquanto santos são evocados como defensores dos pobres e dos oprimidos. Começando no século XIV, versões ilustradas do Shahnama, ou Livro dos Reis, o épico nacional, resgatam os reis e heróis pré-islâmicos do Irã como líderes islâmicos contemporâneos, usados para justificar e legitimar a elite dominante. A escolha do islamismo Shi‘ite no início do século XVI também ajudou a fixar o passado no presente de maneira irrevogável, em um ciclo de resgate da memória do martírio dos Imams. Essas duas heranças – os antigos reis e heróis e os Imams martirizados – muitas vezes emergem na arte contemporânea iraniana, e até se sobrepõem.

Essa exposição examina essa apropriação do passado de forma ampla pelo presente, reunindo 125 obras em variados suportes – fotografia, pintura, escultura, vídeo, pôsteres, caricaturas políticas, animação, e manuscritos ilustrados históricos. Ao focar na intersecção entre o passado e o presente, a mostra oferece uma nova pesquisa e novas abordagens sobre a arte Iraniana e seus anacronismos. Ao reunir obras tão variadas, belas e de extrema relevância histórica, a exposição demonstra não apenas que a cultura Iraniana é múltipla, mas também que ao evocar o passado, artistas iranianos continuam a criar novas metáforas visuais para descrever o presente.

In the Fields of Empty Days
Visitação: até 09/09/18; segunda, terça e quinta, 11h-17h; sexta, 11h-20h; sábado e domingo, 10h-19h
LACMA: 5905 Wilshire Boulevard, Los Angeles. Ingressos: US$25 (inteira), US$21 (reduzida)