Jamais me olharás lá de onde te vejo

Instituto Tomie Ohtake, São Paulo

Tempo de leitura estimado: < 1 minuto

A oitava edição do programa Arte Atual, realizado pelo Instituto Tomie Ohtake por meio de seu Núcleo de Pesquisa e Curadoria, reúne os artistas Éder Oliveira, Regina Parra e Virgínia de Medeiros em torno de reflexões acerca do retrato como gênero pictórico e como forma de reconhecer e atribuir uma identidade ao retratado. O título da exposição – “Jamais me olharás lá de onde te vejo” – remete a uma frase do psicanalista francês Jacques Lacan empregada no livro 11 de “O Seminário”, denominado “Os Quatro Conceitos Fundamentais da Psicanálise”. Segundo a equipe curatorial, o próprio ato de retratar também permeia as questões da mostra, partindo de diferentes abordagens e linguagens.

“É possível, por intermédio dos trabalhos, discutir parâmetros de como os artistas constroem os limites entre o “eu” e o “outro”, e delimitam relações de afinidade e de distinção. Mais do que isso, os trabalhos presentes explicitam como os artistas convidados se valem da figura humana como uma de suas ferramentas para abordar a violência que imputamos ou a que são imputados nossos corpos, os limites e rastros do tempo e a noção do corpo como um lugar de resistência”, escrevem Diego Mauro, Luana Fortes, Priscyla Gomes e Theo Monteiro, do Núcleo de Pesquisa e Curadoria.

Jamais me olharás lá de onde te vejo
Abertura: 07/08/19, 20h
Visitação: até 29/09/19; terça a domingo, 11h-20h
Instituto Tomie Ohtake: Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés, 88), São Paulo. Entrada gratuita

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support