Lucia Laguna revela pinturas feitas durante o isolamento social

Individual na Carpintaria, no Rio de Janeiro, revela o processo criativo que parte da sobreposição e diálogos gestuais feitos com os assistentes da artista

Lucia Laguna
Lucia Laguna

Quem conhece a pintura da artista carioca Lucia Laguna sabe que seu mundo se resume, há muitos anos, pela janela e jardim de sua casa-ateliê. O isolamento social recomendado para protegê-la da contaminação do coronavírus, portanto, não limita nem um pouco sua veia criativa. Acostumada a ver a cidade do Rio de Janeiro emoldurada pelo vão na parede de seu ateliê, a artista produziu intensamente entre 2020 e 2021. 

O resultado pode ser visto na individual Se hace camino al andar, na Carpintaria, onde a  artista reforça a indissociabilidade que há entre seu processo artístico e o espaço de seu ateliê, situado na Zona Norte do Rio de Janeiro.Num diálogo generoso de gestos com seus assistentes, ela compõe suas paisagens no que vê lá fora e no que cultiva na entrada da casa. 

Lucia Laguna
Lucia Laguna
Lucia Laguna
Lucia Laguna

O tempo interior da pintora escoa para o tempo da pintura cujo  ponto de partida é sempre uma proposição que a artista faz aos seus assistentes, que começam o processo delimitando linhas sobre a superfície da tela, inserindo figurações e outros sinais gráficos. Ao assumir a execução da obra, Lucia ingressa em um processo de desconstrução do que ali já estava. Num exercício ambíguo de intervenções e apagamentos que se dão com a pintura de outras camadas e detalhes, novos cenários são construídos. Um quadro de Lucia Laguna deve ser visto, portanto, como uma trama de acontecimentos pictóricos onde nada se apaga e tudo é acúmulo.

Se hace camino al andar

Data: Até 15 de Maio

Local: Carpintaria 

Endereço: R. Jardim Botânico, 971

Lucia Laguna
Lucia Laguna
Lucia Laguna
Lucia Laguna