MAM de São Paulo faz homenagem à família Gomide-Graz em exposição

A mostra com obras de Antonio Gomide, John Graz e Regina Gomide Graz tem curadoria de de Maria Alice Milliet e dá pontapé inicial para as comemorações de 100 anos da Semana de Arte Moderna

Tempo de leitura estimado: 3 minutos

O Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP) abriu no dia 25 de maio a exposição Desafios da modernidade – Família Gomide-Graz nas décadas de 1920 e 1930, com curadoria de Maria Alice Milliet. A mostra é uma das iniciativas que a instituição localizada no Parque do Ibirapuera promove como parte do pontapé inicial para a Semana de Arte Moderna de 1922.

Isso porque a família Gomide-Graz (que inclui os artistas Antonio Gomide, John Graz, Regina Gomide Graz) foi pioneira no art déco e na realização de obras de composição geométricas abstratas no país, vindo a fazer parte do movimento modernista, o que inclui a participação de John Graz na ilustre semana.

Antonio Gomide, O encontro, déc. 1930. FOTO: Bruno Macedo

São aproximadamente 80 obras dos três artistas que estão expostas no MAM-SP, entre tapeçarias, pinturas, objetos de decoração, mobiliários, dentre outros. Segundo a curadora, a exposição é projetada de modo que a arte seja integrada “ao espaço habitado”, como o foi o pensamento da família, que desenvolveu trabalhos muito notáveis tanto nas artes visuais quanto no design. “Pode-se dizer que suas criações são solidárias, na medida em que pinturas, desenhos, tecidos, mobiliário e luminárias foram projetados para compor determinados ambientes, para funcionar em conjunto. É arte integrada ao espaço habitado e como tal será mostrada”, comenta Milliet.

O mergulho de John, Regina e Antonio no modernismo foi tão marcante que eles acabaram fazendo parte da fundação da Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM). Eles participavam de forma bastante ativa desta organização, que teve como membros também Tarsila do Amaral, Anita Malfatti,, Lasar Segall, Camargo Guarnieri, Sérgio Milliet e Menotti Del Picchia. O trabalho deste grupo consistia em promover de forma mais intensa o estreitamento das relações entre artistas e público, montando uma espécie de rede que promovia exposições, concertos, conferências e outros eventos.

Desafios da modernidade – Família Gomide-Graz nas décadas de 1920 e 1930 também se destaca dentre as atividades do circuito da arte em São Paulo por ser a primeira mostra presencial que o MAM inaugura em 2021, tendo repensado o seu calendário em razão da pandemia. O curador-chefe do museu, Cauê Alves, pontua o compromisso do museu com o incentivo à cultura e também com os cuidados com o público: “O museu traz todo o seu potencial e reforça sua missão social de promover cultura e arte para a população. É um momento de acolhimento do público, em um reencontro afetivo e seguro”.

Regina Gomide Graz, Composição com figuras, 1925. FOTO: Romulo Fialdini

Desafios da modernidade – Família Gomide-Graz nas décadas de 1920 e 1930
Curadoria de Maria Alice Milliet
Data: até 15 de agosto
Local: Museu de Arte Moderna de São Paulo (Parque Ibirapuera – av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3)
Mais informações: https://mam.org.br/


Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support