Mauro Restiffe e cooperativa de mulheres realizam obras em prol da Casa do Povo

Projeto tem cinco opções de obras vendidas no viewing room da SP-Arte e faz parte de uma série de ações beneficentes que visam arrecadar fundos para a continuidade das atividades da instituição em 2022

Mauro Restiffe e Cooperativa Emprendedoras Sin Fronteras, Casa do Povo #3 , 2021. Foto: Eduardo Ortega e Ding Musa. Cortesia Fortes D’Aloia & Gabriel, São Paulo Rio de Janeiro.

A Casa do Povo leva ao viewing room da SP-Arte uma série de obras feitas de forma colaborativa pelo fotógrafo Mauro Restiffe e o coltivo Empreendedoras Sin Fronteras. A iniciativa faz parte de uma série de ações beneficentes que visam arrecadar fundos para a continuidade das atividades da Casa do Povo em 2022.

São cinco obras, cada uma contendo uma imagem diferente que Restiffe registrou de espaços do edifício da Casa do Povo, transformando-o em personagem. A partir dessas imagens realizadas a partir de lentes analógicas e impressas sobre tecido, integrantes da da cooperativa Emprendedoras Sin Fronteras usaram o bordado como técnica para ativar intervenções únicas e manuais sobre as imagens.

Mauro Restiffe e Cooperativa Emprendedoras Sin Fronteras, Casa do Povo #2, 2021. Foto: Eduardo Ortega e Ding Musa. Cortesia Fortes D’Aloia & Gabriel, São Paulo Rio de Janeiro.

Há outra forma também de adquirir esses trabalhos! As obras também serão contrapartida para os apoiadores que comprarem convites para o evento anual de arrecadação da Casa do Povo, que este ano terá um formato diferente. Ao invés de participarem de um jantar especial, quem colaborar vai estar oferecendo jantares especiais para a comunidade do Bom Retiro. As refeições serão preparadas pela chef Paola Carosella e levadas a cerca de 250 famílias em situação de vulnerabilidade que são cadastradas em projetos da instituição.

Saiba mais clicando aqui.