Em março de 2020, o MIS apresenta, pela primeira vez no país, a exposição John Lennon em Nova York por Bob Gruen. Numa grande comemoração aos 80 anos de nascimento e 40 anos de legado de John Lennon, um dos maiores músicos da história, a exposição traz imagens do fotógrafo Bob Gruen do dia-a-dia de John Lennon em Nova York. Gruen é um dos maiores fotógrafos da cena rock’n’roll mundial ainda em atividade na contemporaneidade.

John Lennon em Nova York por Bob Gruen abrirá ao público no dia 13 de março, após a megaexposição Musicais no cinema (em cartaz até 26 de fevereiro), e integra as comemorações do aniversário de 50 anos do MIS, celebrados em 2020. O MIS antecipou a venda de entradas para a mostra a partir de 07/02, pelo site e aplicativo da Sympla. Os ingressos estão sendo comercializados nos valores de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), e contemplam a visitação durante o mês de março.

Sobre Bob Gruen

Bob Gruen é um dos fotógrafos mais conhecidos e respeitados do rock and roll. De John Lennon a Johnny Rotten; de Muddy Waters aos Rolling Stones; de Elvis a Madonna; de Bob Dylan a Bob Marley; de Tina Turner a Debbie Harry, ele capturou a cena musical durante mais de quarenta anos em fotografias que se tornaram reconhecidas mundialmente. Pouco tempo após John Lennon se mudar para Nova York em 1971, Bob se tornou fotógrafo e amigo pessoal de John e Yoko, fazendo fotos de sua vida profissional e de momentos em família. Em 1974, ele criou as imagens icônicas de John Lennon vestindo uma camiseta da cidade de Nova York, e de pé, em frente à Estátua da Liberdade, fazendo o sinal de paz – duas das imagens mais populares de Lennon. Como fotógrafo-chefe da Rock Scene Magazine nos anos 1970, Bob se especializou em cenas autênticas dos bastidores. Ele fez longas turnês com as bandas de punk e new wave que acabavam de surgir, entre elas New York Dolls, Sex Pistols, Clash, Ramones, Patti Smith Group e Blondie. Bob também trabalhou com grandes nomes do rock, como Led Zeppelin, The Who, David Bowie, Tina Turner, Elton John, Aerosmith, Kiss e Alice Cooper.

Compartilhar