Mostra em Brasília discute a construção e a ocupação espacial

“ “Cosmografias”, em cartaz até 7 de agosto, foi desenvolvida a partir de de trocas da curadora Clarissa Diniz com as artistas Ludmilla Alves, Capra Maia e Cecília Lima “na busca e desdobramento da transformação”


Até o dia 7 de agosto, a Galeria Index, localizada em Brasília, recebe a exposição coletiva Cosmografia, que faz um cruzamento entre trabalhos do mercado primário e o mercado secundário. A mostra com curadoria de Clarissa Diniz reúne obras de oito artistas, sendo eles Antonio Bandeira, Cecília Lima, Ludmilla Alves, Manuel Messias dos Santos, Capra Maia, Lucio Fontana, Manoel Constantino e Montez Magno.

Desta forma, a galeria que tem como missão agitar o cenário cultural de Brasília, exibe obras de artistas da cidade junto com trabalhos de outros artistas importantes que ajudaram a desenvolver o cenário artístico brasileiro. De acordo com a casa, “Cosmografias traz consigo não só a definição da palavra cósmica, mas também a ideia de uma construção e ocupação espacial. Cosmografias, surge de trocas da curadora com as artistas Ludmilla Alves, Capra Maia e Cecília Lima na busca e desdobramento da transformação, da metamorfose de processos, matéria e material. Os diversos caminhos da formação de uma obra e as fragmentações dos processos de cada artista são o que constroem acompanhados dos artistas convidados um universo particular de matéria como obra de arte”.