Oscar Masotta: La teoría como acción

MACBA, Barcelona

O MACBA (Museu de Arte Contemporânea de Barcelona) apresenta a exposição “Oscar Masotta. La teoría como acción”, uma investigação sobre a produção do controverso e provocativo intelectual que foi figura central na modernização da cena cultural argentina entre as décadas de 1950 e 1970. Masotta (Buenos Aires, 1930–Barcelona, 1979) fincou sua posição na conjunção entre consciência e estrutura. Suas paixões e áreas de intervenção eram as mais variadas, múltiplas e intercambiáveis: da literatura à militância política, da vanguarda artística às histórias em quadrinho, passando inclusive pela psicanálise.

Exilado em Barcelona desde 1975, Masotta trouxe a psicanálise Lacaniana para a Espanha por meio de grupos de estudo e fundou as Bibliotecas Freudianas em Barcelona e na Galícia. Ele também foi pioneiro no reconhecimento da condição estética das histórias em quadrinho, até então depreciadas no contexto cultural. Foi também o precursor do “anti-happening”, um novo gênero capaz de fundir a prática revolucionária com a prática estética. A mostra reúne diferentes constelações de leituras e áreas de influência articuladas por Masotta em um itinerário comum. A curadora Ana Longoni associou materiais documentais e produção própria do artista, além de obras de artistas sobre quem ele escreveu: Eduardo Costa, Raul Escari, Alberto Greco, Roberto Jacoby, Marta Minujín, Dalila Puzzovio, Rubén Santantonín e Charly Squirru.

Oscar Masotta: La teoría como acción
Curadoria: Ana Longoni
Visitação: até 11/09/18; quarta a segunda, 11h-19h30 (sábado, 10h-20h e domingo, 10h-15h)
Museu d’Art Contemporani de Barcelona (MACBA): Plaça dels Àngels, 1, 08001 Barcelona. Ingressos: €10 (inteira), €8 (reduzida)