Plataforma que abriga exposições virtuais homenageia artistas latino-americanas

Vortic, idealizada pela equipe da galeria Victoria Miro, busca criar um espaço de troca, descoberta e homenagem. A plataforma estreou no mês da mulher ressaltando o trabalho de artistas da América Latina

Gretta Sarfaty
Gretta Sarfaty

Não aguenta mais nenhuma exposição online, né minha filha ?Mas essa vale a pena, não só como merecida homenagem, mas como fonte de pesquisa. Female Voices of Latin America reúne trabalhos de 150 artistas de 19 países da região americana, maioritariamente dominada pelos impérios coloniais europeus Espanhol e Português.  

Já não é novidade que existe uma potência artística na América Latina ainda por descobrir ou dar devida atenção. Se tantas mulheres foram, como sabemos, sub-representadas e marginalizadas pela História da Arte, aquelas nascidas numa região esquecida pelo mundo foram completamente apagadas…até agora! Nos últimos anos não param de surgir pesquisadores e curadores interessados pela produção de mulheres latino-americanas – especialmente a partir dos anos 1960, quando os trabalhos ganharam ainda mais força perante ditaduras instauradas na maioria dos países da região. Por isso, parece essencial percorrer com carinho pela exposição organizada pela Vortic – plataforma criada para exibir exposições virtuais em 3D que estreou esse mês – cujo objetivo curatorial é justamente oferecer um espaço de descobertas e homenagens. 

Vigília, Laura Lima
Laura Lima

 “Estamos cansados ​​de não ver artistas mulheres da América Latina receberem o reconhecimento que merecem em sua vida. Buscamos prestar uma homenagem merecida àqueles com uma trajetória artística notável, além de promover a atual e a próxima geração de artistas. O futuro da nossa indústria dependerá do intercâmbio, do apoio mútuo e da colaboração.” declarou Elena Saraceni, diretora curatorial de Female Voices of Latin America e consultora do projeto Vortic. A ideia da Vortic é proporcionar a oportunidade para galerias e museus organizarem visualizações online mais sofisticadas, facilitando a colaboração e a troca de ideias entre galerias do mundo inteiro. 

Beatriz Y Chelle
Beatriz Y Chelle

Além das galerias comerciais, participam do projeto instituições de peso de toda a região como o Museu de Arte Moderno de Bogotá, na  Colômbia; o Museu Tamayo, no México;  o Museu de Arte y Diseño Contemporáneo, na Costa Rica; e a Fundación Sala Mendoza, na Venezuela. 

Com curadoria assinada por Kiki Mazzucchelli, Leslie Ramos (fundadora da ArtEater), Lassla Esquivel Durand (cofundadora da Periferia Projects) e Alessandra Modiano (diretora de vendas da galeria Victoria Miro), a mostra tem participação brasileira em peso. Entre os destaques, estão o projeto da A Gentil Carioca, que apresenta os trabalhos de Maria Laet, Laura Lima, Ana Linnemann, Renata Lucas, Aleta Valente; Central Galeria, com individual de Gretta Sarfaty; Centro Cultural São Paulo, revelando obras de Renata Felinto, Ventura Profana, Daiara Tukano, Luana Vitra; e Fortes D’Aloia & Gabriel, que criou uma coletiva envolvendo obras de Leda Catunda, Lucia Laguna, Jac Leirner, Beatriz Milhazes, Rivane Neuenschwander, Marina Rheingantz, Valeska Soares, Janaina Tschäpe, Adriana Varejão e Erika Verzutti.

Female Voices of Latin América 

Data: Até 2 de Maio

Onde: vortic.art

Adriana Lestido
Adriana Lestido
Graciela Iturbide
Graciela Iturbide
Florencia Alvarado
Florencia Alvarado
Sofia Clausse
Sofia Clausse
Ana Alenso
Ana Alenso