Prestigiada individual de Maxwell Alexandre chega a São Paulo

Exposição itinerante realizada pelo Instituto Inclusartiz, ‘Pardo é Papel’ já passou por duas instituições no Brasil e uma na Europa; agora chega ao Instituto Tomie Ohtake

Tempo de leitura estimado: 3 minutos

O artista carioca Maxwell Alexandre ganha exposição no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. A prestigiada mostra Pardo é Papel, que já esteve na Fundação Iberê Camargo e no Museu de Arte do Rio (MAR) será apresentada ao público paulistano até o dia 25 de julho. Esta é a primeira individual do artista na cidade e reúne 13 obras em grandes formatos. A mostra foi inicialmente exibida no Museu de Arte Contemporânea de Lyon, na França, e depois passou a fazer uma turnê pelo Brasil, realizada pelo Instituto Inclusartiz.

O nome da exposição faz referência ao material que o artista usa como suporte para suas pinturas, o papel pardo. Era maio de 2017 quando ele encontrou algumas folhas de papel pardo pelo seu ateliê e decidiu pintar alguns retratos sobra elas. O processo com esse material acabou virando uma “marca” de Maxwell. Considerando que a “cor parda” foi e ainda é usada como forma de esconder a negritude, o artista enxergou também um potente ato político e conceitual em pintar corpos negros sobre papel pardo.



O artista explica que a indicação da cor parda em documentos oficiais, como em certidões de nascimento, foi uma forma de colaborar com o processo racista de clareamento da raça. Ele explica que “nos dias de hoje, com a internet, os debates e tomada de consciência e reivindicações das minorias, os negros passaram a exercer sua voz, a se entender e se orgulhar como negro, assumindo seu nariz, seu cabelo, e construindo sua autoestima por enaltecimento do que é, de si mesmo. Este fenômeno é tão forte e relevante, que o conceito de pardo hoje ganhou uma sonoridade pejorativa dentro dos coletivos negros. Dizer a um negro que ele é moreno ou pardo pode ser um grande problema, afinal, Pardo é Papel”.

Um dos vencedores do Prêmio Pipa em 2020, Maxwell tem tido bastante destaque nacionalmente e também no exterior. O artista realizará duas exposições na Europa ainda este ano, no Palais Populaire e no Palais de Tokyo, em Berlim e Paris respectivamente. A turnê de Pardo é Papel já tem outros locais e datas: Bienal da Tailândia em julho deste ano e no The Shed, em Nova York, em 2022.

Para a segurança de seus visitantes e de seu staff, o Instituto Tomie Ohtake adota medidas obrigatórias como uso de máscara, medição de temperatura, distanciamento mínimo de 1,5m entre os visitantes e percurso único. As salas expositivas estão sujeitas a um limite específico de ocupação. Além disso, disponibiliza tapetes sanitizantes e álcool em gel guarda-volumes desativado.

 Maxwell Alexandre: Pardo é Papel 
Data: De 08 de maio a 25 de julho de 2021
Local: Instituto Tomie Ohtake (Av. Faria Lima 201 – Entrada pela Rua Coropés 88 – Pinheiros SP)
Mais informações: www.institutotomieohtake.org.br

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support