Quimera

Tempo de leitura estimado: < 1 minuto

O Museu da República apresenta a exposição “Quimera”, que reúne três gerações e quatro artistas. Com curadoria de Isabel Sanson Portella e Ricardo Kuguelmas, e obras de Ana Prata, Bruno Dunley, Veío  e Liuba Wolf a exposição abre as portas a partir do dia 15 de dezembro, sábado, no Museu da República.

Trata-se, primeiramente, de um diálogo de gerações onde a exaltação imaginativa em diferentes técnicas aparece como destaque. A Quimera mitológica, símbolo complexo de criações imaginárias do inconsciente, representa a força devastadora dos desejos frustrados, dos sonhos que não se realizam, da utopia e fantasias incongruentes. Monstros fabulosos alimentam, desde sempre, a imaginação do homem com devaneios necessários à expansão da alma.possível, direta. Algo que faça o espectador apurar o olhar e criar sua própria experiência sensorial.

Quimera
Curadoria: Isabel Sanson Portella e Ricardo Kuguelmas
Abertura: 15/12/18, 14h-17h
Visitação: até 24/02/19; terça a sexta, 10h-12h e 13h-17h; sábado e domingo, 13h-18h
Galeria do Lago (Museu da República): Rua do Catete, 153, Rio de Janeiro. Entrada gratuita

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support