Revelado comprador de obra de Caravaggio

Em 2014, uma pintura perdida atribuída a Caravaggio foi encontrada em um sótão em Toulouse, França. A obra deveria ir a leilão esta semana, pela casa de leilões Marc Labarbe, sob a expectativa de alcançar US$170 milhões. Contudo, um comprador privado realizou uma oferta irrecusável pela pintura, e o leilão foi cancelado. O bilionário americano J. Tomilson Hill foi responsável pela excepcional aquisição – colecionador ávido de mestres e de modernos, Hill faz parte da diretoria do Metropolitan Museum of Art e abriu seu próprio museu privado em Chelsea, Nova York, o Hill Art Foundation. O valor final da venda não foi divulgado.

A autenticidade da pintura, porém, ainda é alvo de controvérsias. Depois de cinco anos de pesquisas e análises, a autoria foi atribuída a Caravaggio, mas ainda há dúvidas se a obra foi terminada pelo artista italiano. O marchand especialista em mestres italianos Fabrizio Moretti especula, por exemplo, que a pintura pode ter sido iniciada por Caravaggio, mas terminada por outro artista. Apesar da dificuldade de confirmação da autoria, outros especialistas confirmaram a autenticidade da obra, incluindo o diretor da Pinacoteca di Brera, em Milão, e o diretor de Pintura Europeia do Metropolitan Museum of Art, em Nova York