Talismans

Fondation Calouste Gulbenkian – Délégation en France, Paris

O projeto Talismans. The desert between us is only sand (Talismãs. O deserto entre nós é apenas areia), apresentado na delegação francesa da Fundação Calouste Gulbenkian, em Paris, ganha corpo em forma de exposição e de palestras, performances e projeções. A curadora Sarina Basta parte de três temas principais (a impossibilidade de mensurar o tempo depois de uma crise, a reparação e o talismã) para discutir a ideia de que o apocalipse está logo atrás de nós, como preconizado pelo xamã Yanomami Davi Kopenawa. Essa iminência apocalíptica confronta noções de colapso interno com a história de povos que precisaram superar desastres. Nesse contexto, a imagem do talismã serve de pretexto para assumir um objeto tradicionalmente alheio à cultura ocidental como base de reflexões e questionamentos sobre a arte. Entre os artistas da mostra estão nomes importantes como Leonor Antunes, Kader Attia, On Kawara, Cildo Meireles e Lawrence Weiner. Artistas da performance, como Maria Hassabi, e da videoarte, como Pedro Neves Marques, participam da programação de eventos da exposição.

“Talismans. The desert between is only sand”
Curadoria:
Sarina Basta
Visitação: até 1 de julho 2018; segunda, quarta, quinta e sexta, 9-18h; sábado, domingo e feriados, 11-18h
Fondation Calouste Gulbenkian – Délégation en France: 39, bd de La Tour-Maubourg, Paris. Entrada gratuita