Vaivém

CCBB, São Paulo

Tempo de leitura estimado: < 1 minuto
A exposição investiga as relações entre as redes de dormir e a construção da identidade nacional no Brasil. Quando a rede – criada por diferentes povos originários ameríndios – passou a ser associada de maneira direta com o território brasileiro e a noção de brasilidade? A exposição caracteriza-se por seu caráter trans-histórico, reunindo artistas de distintos contextos sociais, diferentes períodos e regiões do país, que refletem sobre permanências, rupturas e resistências na representação e nos usos das redes de dormir na arte e na cultura visual brasileiras. A mostra reúne cerca de 300 obras de coleções públicas e privadas, algumas especialmente criadas para o projeto.

Com curadoria de Raphael Fonseca, a exposição destaca a participação de mais de 30 artistas contemporâneos indígenas, como Arissana Pataxó, Denilson Baniwá, Duhigó Tukano, Gustavo Caboco, Jaider Esbell e o coletivo MAHKU, muitos com trabalhos criados especialmente para o projeto. Com pinturas, esculturas, instalações, fotografias, vídeos, documentos, intervenções e performances, além de objetos de cultura visual, como HQs e selos, Vaivém ocupa todos os espaços expositivos do CCBB São Paulo, do subsolo ao quarto andar, e está estruturada em seis núcleos temáticos.

Vaivém
Curadoria: Raphael Fonseca
Abertura: 22/05/19
Visitação: até 29/07/19; quarta a segunda, 09h-21h
CCBB SP: Rua Álvares Penteado, 112. Entrada gratuita

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support